domingo, 9 de dezembro de 2012

O Canto dos Bruxos ou "A Runa das Bruxas", poema.


O Canto dos Bruxos ou "A Runa das Bruxas",
Obscura noite e Lua brilhante,
Atendo Canto dos Bruxos ou "A Runa das Bruxas",

Obscura noite e Lua brilhante,
Atenda à Runa das Bruxas,
Leste e sul, oeste e norte,
Ouça! Venha! Eu vos chamo!


Pelas forças de terra e mar,
obedeça-me.

Bastão e Pentáculo e Espada,
Atendem às minhas palavras.


Cordas e incensos, Chicote e Punhal,
Despertem todos para a vida.

Poderes da Lâmina dos Bruxos,
Atendam ao chamado feito.


Rainha dos Céus, Rainha do Inferno,
Envie seu auxílio ao encantamento.

Caçador galhado da Noite,
realize meu pedido por força de rito mágico.


Pelas forças de terra e mar,
Enquanto digo "assim seja".

Por todo o poder da lua e sol,
Realize-se o meu desejo.


Poema/invocação para uso em abertura de esbás e sabás, 
invoca forças para nos auxiliar nos rituais e feitiços. 
Autoria: Doreen Valiente, 
Tradução: Claudio Crow Quintino 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...