domingo, 15 de setembro de 2013

Para se desapegar: apegue-se.


É o que eu sempre digo aos meus amigos: ''Quer se desapegar de algo ou alguém? Apegue-se.'' Sei que pode parecer loucura de minha parte vos dizer isto, mas garanto que não. Gosto de trabalhar por tópicos, então vamos a eles:

1° - antes de mais nada, quando a gente quer se desapegar e não consegue, é nítido que está havendo uma forte batalha com o emocional e racional, o consciente com o inconsciente. Só quem passa por isso, sabe o que eu estou a dizer... creio que todos nós já passamos por isso, a começar quando tivemos que sair de nosso lar para ir ao 1° dia da nossa 1° escola. Quem que não queria se desapegar, não é mesmo? Aliás, apegar-se a algo ou alguém é algo mais comum do que imaginamos e somos vítimas disso constantemente.

2° - vimos no tópico anterior sobre a batalha com o emocional e o racional/ o consciente e com o inconsciente e eu lhes pergunto: Quais batalhas vocês têm enfrentado? Vamos partir do pressuposto que você é uma moça que sofre com o fim de um relacionamento ou que você seja um rapaz preso à família. Ambos os casos as raízes são emocionais e que pode ser chamado de submissão. Eles estão presos, sofrendo em suas respectivas situações. Não parece, mas eles estão em uma batalha com a razão deles. Eles querem sair dessa situação, pois sabem que não os levarão muito longe e durante essa ''batalha'' é comum ficar deprimido e querer se isolar das coisas. E é aí que o desapego entra em cena! A razão diz: ''pára com isso! Caia fora! Você é melhor do que isso!'' e ai aparece a emoção e diz: ''pensa bem! Olha o que você vai perder!''

Ou seja: você ali no meio do bombardeio. Mas veja pelo lado positivo: você pode optar com qual fica.

3° - desfecho – agora é a melhor parte. Contarei o segredo de como eu faço para eu me desapegar: me apegando. Simples. Exemplo: como eu estou para me mudar, estou me apegando ao máximo à minha família, principalmente ao meu pai, já que eu moro com ele. E me apegando, eu ''saturo'' essa energia, pois quando eu partir, não ficarei com remorso ou remoendo o passado por não ter ''curtido'' a minha família direito e depois passar anos me apegando a um sentimento e/ou emoção que eu tive tempo de viver com eles. Claro que eu os verei, só que não todo dia. Uso esta mesma técnica para o fim de relacionamentos. Mesmo com o término, eu me apego e ''saturo'' essa energia e depois eu me desapego. Lembrando que isso não é vampirização. Eu não sugo a energia das pessoas. Posso comparar com uma foto antiga, que você fica olhando e depois a descarta.

E como eu consigo essa destria? Com meditação. Eu criei o hábito de meditar diariamente e isso me ajuda muito para refrescar meus pensamentos e ter atitudes certas. Não que eu acerte sempre, mas eu ajo com a mente fria.
E sendo assim, eu me apego ao desapego e destravo mais um cadeado, e a roda gira... e eu sigo feliz.


É um caminho que requer muita cautela e atenção, uma vez conseguindo, a felicidade virá. E só se desapegar ao apego.
E compartilho com vocês agora esta música que tem TUDO a ver com a postagem...

Beijos de Luz e Amor no coração de vocês!

E. Laetittia Braz.

sábado, 14 de setembro de 2013

Fim do Inverno e as Deusas Anciãs.

Postagem de hoje deu-se de uma conversa com um amigo, que disse que a minha mãe de cabeça seja Nanã e não Oxum. E como estamos perto de mais um Sabbat resolvi postar sobre as Deusas anciãs e falar um pouco de morte e renascimento... Já que deixaremos o Inverno e teremos a Primavera daqui 7 dias. Lembrando que, eu não sou Umbandista, mas sempre leio e procuro saber/entender sobre a cultura Yorubá. Eu amo e acho muito lindo! E espero que gostem da postagem de hoje... eu falo de algumas deusas antigas e faço uma breve ligação com a Ostara, que nós temos que nos desapegar e aceitar o novo! Blessed Be!
E. Laetittia Braz.
Definição:
Para os seguidores da Roda do Sul, dia 21/09 teremos a Ostara. Festividade que se celebra durante o equinócio de primavera. Aliás é o primeiro dia da Primavera, ocorre cerca de 21 de Setembro no hemisfério Sul e 21 de Março no hemisfério Norte. O inicio da primavera marca também a volta do Sol e uma época do ano em que dia e noite tem a mesma duração depois do inverno. Para os wiccans é o despertar da Terra com sentimentos de equilíbrio e renovação. Ostara, também conhecida como Eostre (Deusa Anglo-Saxã, que significa Deusa da Aurora) ou Easter (Pascoa, em inglês), pois a pascoa no hemisfério norte é realizado nesta época, são deusas da primavera, da ressurreição e renascimento e tem como símbolo o coelho. Uma das principais tradições desse festival é a decoração de ovos. O ovo representa a fertilidade da Deusa e do Deus. Outra tradição muito antiga é a de esconder os ovos e depois achá-los. (Talvez veio daí o costume dos Norte-americanos de esconderem os ovos de chocolate no dia da Páscoa para que as crianças os achem.) Mesmo os não wiccans sentem-se diferentes neste período, mais dispostos, comem menos, dormem menos e acordam mais cedo. Para os wiccanos também é época de começar a plantar, época do amor, de promessas e de decisões, pois a Terra e a natureza despertam para uma nova vida.


E como estamos no final do Inverno e já teremos a Primavera conosco, postei algumas Deusas Ancestrais. A versão anciã da Deusa, veja algumas:


NanãNanã Buruku (Buruquê), a mais velha das três divindades da água. Senhora dos mangues, pântanos, da lama, senhora da morte e responsável pelos portais de entrada (reencarnação) e saída (desencarne). É uma divindade extremamente respeitada por sua sabedoria.
Perséfone- Divindade grega casada com Hades, que se tornou a rainha do mundo subterrâneo. Seus movimentos refletiam as estações do ano.

Maia- Divindade grega. Mãe de Hermes e avó de Pã. Divindade de culto tão antigo que é considerada pré-helênica. Anciã de grande sabedoria e Senhora da noite.

Hécate- Divindade grega considerada Senhora dos mortos e da noite, tinha o dom de proteger contra os maus espíritos.

Shitala- Divindade hindu feminina da varíola, ligada, portanto, às doenças e à cura.

Hell- Divindade nórdica da região dos mortos. Antiga deusa da terra. Aparecia com partes do corpo infectadas por doenças.

Cerridwen- Divindade celta. Senhora da noite e a magia. Traz o arquétipo da velha senhora detentora da sabedoria antiga, que possui o caldeirão mágico onde decanta suas poções.
Ereshkigal- Divindade sumeriana e babilônica. “Rainha da grande terra”, “Rainha da Terra”. Avó de Inanna em alguns mitos e sua irmã, em outros. Deusa dos mortos, do Mundo Subterrâneo.
Befana- Antiga Divindade da região itálica. Representa a anciã que trazia presentes para as crianças e espantava os espíritos do mal.
Baba Yaga- Divindade eslava. Anciã, enorme velha com cabelos desgrenhados. Construía sua casa com os ossos dos mortos. Viajava montada em um socador de grãos. Destruidora do que é superficial.
Madder-akka- Divindade finlandesa. “A velha”, padroeira dos partos e das almas das crianças até que elas estivessem prontas para encarnar.
Cailleach- Divindade celta. Pouco conhecida, trazia as doenças, a velhice e a morte. É uma velha senhora ou velha bruxa. Guardiã do portal que leva aos períodos de escuridão do ano, ela é também a Divindade evocada perante a morte e a transformação.

Fiz um resumo das Deusas Anciãs de algumas culturas e como cada uma delas lida com o seu espaço. Eu acho muito interessante a forma como cada povo lida com os Deuses e a forma que são à eles. E hoje, faltando 7 dias para o Equinócio de Primavera, nada melhor do que falar delas que com sua sabedoria, paciência e ensinamentos nos mostrou como lidar, desapegar e crescer em diversos pontos... E com esse sentimento de gratidão, segue a canção à Mãe Antiga: 

A Deusa: Cellebrando: http://www.youtube.com/watchv=rqp4qXalFok&feature=share&list=PLEAC5A59ED373A1FD

-------------------------------------------------
Dia 12/09 entramos na Lua Crescente, ela indica Fartura e Crescimento. Separei umas dicas para vocês darem uma olhada:
''Lua Crescente -  Para tudo aquilo que você quer que cresça, quando se pretende iniciar alguma coisa e que se deseja um desenvolvimento rápido. Quem é efetivado no emprego neste período tem mais chances de permanecer muito tempo e ter crescimento. Atividades iniciadas nessa fase costumam produzir bons resultados e, em geral, dão origem a outros projetos futuros, que trazem novos lucros. Aproveite essa Lua para pôr em pratos limpos assuntos mal resolvidos; fazer as pazes com amigos, colegas de trabalho ou com pessoas amadas e ter uma conversa franca com alguém no seu trabalho para melhorar o ambiente. Cuidado com promessas feitas nessa fase porque elas tendem a não serem cumpridas ou demoram muito para serem realizadas. Essa fase deve ser aproveitada para concretizar um novo projeto de trabalho ou comprar ou vender um imóvel. Para se obter flores belas e viçosas, as sementes devem ser plantadas quando a Lua estiver no quarto Crescente. Se quiser que seus cabelos cresçam mais rápido ou ganhem mais volume, corte-os nessa fase. Aqui a Lua também é positiva para iniciar projetos. Lembre-se continue a concentrar seus esforços e mantenha as atividades em ritmo rápido, pois o período é de crescimento e expansão. Ajuda: Apresentar projetos e empreendimentos. Estabelecer parcerias e acordos. Assinatura de contratos. Corte de cabelo (ele cresce mais depressa). Tratamentos de beleza. Atividades físicas. Deixar vícios. Não é indicado: Compra de legumes e verduras maduros (duram menos). Compra de flores abertas (duram menos). Início de dietas de emagrecimento.''
Significado da carta
''A Fartura surge, agraciando você com a sua inesgotável cornucópia de abundancia. É hora de celebrar e entoar a sua canção de agradecimento por tudo o que você tem: alimentos que nutrem seu corpo, um teto sobre o qual se abrigar, roupas que a mantêm aquecida. Se você está precisando de uma colheita mais abundante, esta carta indica que é hora de identificar as suas necessidades e refletir sobre a melhor maneira de atendê-las.
Você está tão preocupada em ver o que lhe falta na vida, que nem nota mais se o copo está meio cheio ou meio vazio, mas apenas repara que ele não brilha como cristal Bacarat? Você lamenta ao ver a rapidez com que as notas deixam a sua carteira ou abençoa o fato de conseguir pagar as contas e pede a Deus que esse dinheiro logo seja reposto? O dinheiro é a sua medida de sucesso e valor? Você está em sintonia com o fluxo de abundância e vive com a certeza de que nada lhe faltará e que todas as suas necessidades serão preenchidas? Talvez você viva numa terra de escassez, onde impere a consciência de pobreza, ou acredite que a prosperidade seja a raiz de todo mal. Seja qual for a sua relação com a Fartura, é hora de reconhecer as bênçãos que recebeu na vida e tomar consciência de que você é uma filha bem-amada e afortunada da Divindade. Se você vive com medo de ficar sem dinheiro, é hora de dar um basta aos pensamentos de escassez, carência e inadequação. Opte pôr suprir o seu computador interior com imagens de abundância e você logo se surpreenderá com o que pode criar!!!
Reflexão: O que eu preciso para ter fartura na minha vida?''

*Texto retirado do livro: O Oráculo do Código do Graal - Ed. Pensamento.
------------------------------------------------------------------
Então, com este clima de renovação, crescimento e união, vamos nos despedir das Deusas Anciãs e celebrar mais uma etapa vencida! Depois da morte, vem o renascimento e Ostara nos mostrará isso com muito amor e alegria...
Aproveitem este período de Lua Crescente, para renovar a vida de vocês e no dia 19/09 teremos o Esbat da Lua Cheia. E no dia 21/09: Ostara!!!
Meditem bastante esta semana, aproveitem para se desapegarem e desprenderem de algo que estão impedindo vocês no momento... 

Blessed Be )O(.

Texto: E. Laetittia Braz
Fontes: Wikipedia, Universo EcoFeminino, 7 porteiras do Brasil, Youtube.


quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Uma observação sobre Mitologia e Folclore.

Recebi uma pergunta anônima no Ask.fm e foi assim:

''Fadinha, qual é a diferença entre Mitologia E folclore? Há essa diferença. Havendo ou não, poderia escrever algo a respeito delineando essa temática? Obrigado!''
Minha resposta: ''A Mitologia é o estudo de mitos, lendas e a interpretação dos mesmos em alguma cultura. Mitos são histórias populares ou religiosas complexas, com vários pontos-de-vista, das pessoas que viviam na época em que os mitos foram criados. Claro, que falando assim a grosso modo. Normalmente é uma narrativa, na qual se usa a linguagem simbólica, e que busca retratar e descrever a origem e suposições de alguma cultura, explicar a criação do mundo, do universo, ou qualquer assunto de difícil explicação.
O folclore (do inglês folk que é gente ou povo e lore que é conhecimento) é a tradição e usos populares, constituído pelos costumes e tradições transmitidos de geração em geração. Todos os povos possuem suas tradições, crenças e superstições, que se transmitem através das tradições, lendas, contos, provérbios, canções, danças, artesanato, jogos, religiosidade, brincadeiras infantis, mitos, idiomas e dialetos característicos, adivinhações, festas e outras atividades culturais que nasceram e se desenvolveram com o povo.
Agora vamos falar das diferenças. Primeiro temos a diferença etimológica... Do latim mythologĭa e este do grego μυθολογία. E o Folclore do inglês Folklore. Eu costumo dizer que a mitologia e o termo "mito" é frequentemente utilizado coloquialmente para se referir a uma história falsa, mas o uso acadêmico do termo não denota geralmente um julgamento quanto à verdade ou falsidade. No estudo de folclore, um mito é uma narrativa sagrada que explica como o mundo e a humanidade veio a ser da forma que é atualmente. Muitos estudiosos em outros campos usam o termo "mito" de forma um pouco diferente. Em um sentido muito amplo, a palavra pode se referir a qualquer história tradicional. 

Espero ter te ajudado. beijos.''

Não sei quem me perguntou isso, mas eu achei interessante a pergunta e por isso que compartilhei com vocês. =D

segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Um resumo sobre Esbat.

De um modo geral, qualquer ritual Wiccan mantido em qualquer outra altura que não num Sabat é um Esbat's (ou Esbbat na terminologia anglofónica). Os rituais de lua cheia são Esbat's, mas não são os únicos momentos em que rituais são denominados dessa forma. Algumas Tradições também mantêm círculos nas luas novas, sendo também Esbat's.
Há muitas razões para a observância de Esbat's.
Pode ter uma necessidade mágica urgente (como a doença de um amigo) que exija que um círculo tome lugar e o poder seja aumentado no seu interior.
E, tal como muitos wiccans, pode simplesmente desejar reviver a atmosfera serena e inexplicável do círculo, o que também está certo.
Muitos Esbats não são planejados com antecedência. Mesmo assim, todos seguem virtualmente o mesmo formato ritual básico, com uma excepção: as observações rituais não são mantidas e a magia pode ou não ser feita. Tirando isto, é em tudo idêntico.
Como sabe, a maior parte dos rituais de lua cheia observados hoje em dia na Wicca são mantidos, como é natural, na lua cheia. Se isto não for possível, dois dias antes ou dois dias depois da fase em si é considerado ser suficientemente perto da mesma.

Nomes para os Esbbats de lua cheia

  • Janeiro - Lobo
  • Fevereiro - Tempestade
  • Março - Casta
  • Abril - Sementes
  • Maio - Lebre
  • Junho - Díade (do par)
  • Julho - Feno
  • Agosto - Wyrt
  • Setembro - Malte
  • Outubro - Sangue (ou caçador)
  • Novembro - Neve
  • Dezembro - Carvalho
  • A segunda lua cheia no mesmo mês é denominada de Lua azul
Nota que em algumas tradições podem ser conhecidos por outro nome

Abaixo segue uma tabela com o calendário lunar de 2013. Você poderá também fazer meditações nas outras fases da Lua para se conectar cada vez mais com a Mãe Natureza.

Janeiro - 27/01/2013 - 02:40:28 - 
Fevereiro - 25/02/2013 - 17:28:51
Março - 27/03/2013 - 06:30:20
Abril - 25/04/2013 - 16:59:57
Maio - 20/05/2013 - 01:27:03
Junho - 23/06/2013 - 08:33:38
Julho - 22/07/2013 - 15:16:32
Agosto - 20/08/2013 - 22:45:06
Setembro - 19/09/2013 - 08:12:38
Outubro - 18/10/2013 - 20:37:36
Novembro - 17/11/2013 - 13:16:30
Dezembro - 17/12/2013 - 07:29:20


Fonte: Wikipedia, minhas anotações e calendário lunar da Internet.

domingo, 8 de setembro de 2013

Nunca deixe de acreditar!!!

Quando você quer, você pode! Certamente, alguém já te disse estas palavras, mas, é raro quem as leve a sério. Acreditar que tudo é possível e que as nossas conquistas dependem principalmente de nós mesmos é uma tarefa simples na teoria, mas dificilíssima na prática.

Quando nos deparamos com a possibilidade de realizar um sonho, é normal nos sentirmos fracos, recuados. A sensação é de que um sonho jamais pode se transformar em realidade ou, pelo menos, não daquele jeito, naquele momento.
Porém, é aí que a sua autoconfiança deve entrar em cena. A sua mente é capaz de trazer e afastar todas as vibrações do universo. Quando você acredita que pode, que é capaz, que vai conseguir, o caminho parece ficar iluminado.
Ao mesmo tempo, quando você se assusta, perde a coragem, acha que não é capaz e nem merecedor de tal dádiva, todos os caminhos parecem se fechar e escapar por entre os dedos.
É difícil superar tudo isso? Sempre! Mas, o segredo é enfrentar todos os seus medos e receios. Ao primeiro sinal de vontade de dar um passo atrás, tente se forçar a dar dois passos à frente. Se as oportunidades estão se abrindo para você é porque você fez por onde e ninguém merece mais esta chance do que você mesmo!

quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Um pouco sobre Kali.

Olá queridos, estou postando hoje para vocês um poema que eu escrevi hoje pela madrugada. Espero que gostem. E na postagem de hoje eu coloquei o poema que eu fiz, uma breve explicação Mitológica desta deidade e um ritual dedicado à ela extraído do livro que eu AMO muito: O Oráculo da Deusa. 
E quem estiver numa fase que precisa morrer para algo ou ''matar'' algum sentimento dentro de si, Kali é a melhor conexão para isso. Pois depois da morte vem o renascimento... e aproveitando que estamos em Setembro e teremos a celebração à Eostre que é a Deusa do crescimento e tem uma frase dela que eu gosto muito de falar e vou compartilhar com vocês:
''Sou o movimento rumo ao dever, expandindo, realçando o impulso arraigado em todos os seres
para desenvolver, evoluir, avançar, para cumprir tudo o que for possível... ''
E eu digo para vocês: Para que acha o crescimento, é necessário passar pela morte primeiro. Ceife tudo e plante coisas boas no lugar. Blessed Be. )O(
Poema à Kali


''Hoje eu acordei com um olhar sagaz. 
Com a força da Dança Cósmica 
que farei em teus cadáveres
Rindo: Desfaço-os
Cantando: Destruo-os
Esta é a dança.
Este é o movimento...
Momento que aguardarei
Para te entregar.
Sigo em frente e os nós me são desfeitos.
O que eu construí, acabo de destruir
E o que é sonhado pode ser punido agora
Tanto por mim e pelos meus pés...
E eles calcarão tudo e todos,
Num círculo de crânios sem fim...
Aguardando a morte chegar.''

Escrito por: E. Laetittia Braz.
Copyright.



Mitologia
Kali, deusa tríplice hindu da criação, da preservação e da destruição, é a força animadora de Shiva, o destruidor (Senhor da Dança). Ela é a fome insaciável do tempo, que dá à luz e depois devora.
Crânios, cemitérios e sangue estão todos associados ao seu culto. A energia de Kali é incontrolável. Depois de matar dois demônios, ela se embebedou com o sangue deles e começou a dançar sobre seus corpos mortos.
Kali dançou até entrar num frenesi e compreender que quase levou Shiva à morte dançando.

******************************
Sugestão de ritual: Enfrente o seu medo

Reserve um horário e um lugar em que você não seja interrompida.
Sente-se ou deite-se confortavelmente, com a coluna reta, e feche os olhos. Quando estiver pronta, inspire profundamente e exale, desapegando-se de tudo. Inspire e relaxe. Quando expirar, deixe o corpo cair como se fosse uma roupa de seda, amontoando-se à sua volta.
Coloque a mão sobre o coração para poder sentir o ritmo e a pulsação dos batimentos cardíacos. Deixe que o ritmo da sua respiração fique mais lento à medida que você inspira e expira, ouvindo as batidas do seu coração. Faça uma inspiração profunda e, à medida que solta o ar, veja-se em pé dentro do seu coração. A sensação é de bem estar.
Há um caminho atrás do seu coração, conhecido como "caminho oculto". Siga por ele. Ele a leva para cima e para baixo. Sobe e desce. Nele você vivência tudo que precisa vivenciar e vê tudo que precisa ver. O caminho começa a subir gradativamente, cada vez mais para cima. Agora ficou muito íngreme, e você é obrigada a escalá-lo até chegar a uma saliência. Você a alcança e lentamente se coloca de pé.
Agora você está na Planície da Visão, onde o vento sopra frio, claro e limpo — onde você pode ver tudo que precisa ver. Faça uma inspiração profunda e inale a claridade da Planície da Visão.
É hora de voltar. Peça ao seu medo para acompanhá-la, submetendo-se à sua decisão. Faça outra respiração completa e profunda da claridade da Planície da Visão. Retorne à saliência e inicie a descida. O caminho que desce a sustenta levando-a cada vez mais para baixo. Agora você se sente revigorada e revitalizada, livre e flutuante enquanto volta ao caminho oculto que fica atrás do seu coração. Você se aproxima do coração e entra nele, sentindo a pulsação do seu sangue. Respire fundo e, quando soltar o ar, estará de volta ao corpo. Respire fundo outra vez e, se estiver pronta, abra os olhos. Seja bem-vinda!

Ritual extraído do livro: O Oraculo da Deusa - Amy Sophia Marashmskv
Poema escrito por: Eloah Laetittia Braz. Direitos Reservados.
Contato: paganus.aeternus@gmail.com

quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Ah! O coração da gente... ♥

Eostre Goddess

''O coração da gente é como uma casinha que não pode ficar vazia''

É o que já dizia o velho ditado. E como proceder perante esta situação? Simples:
1° Se o nosso coração é uma casinha, que tal dar uma olhada nela e fazer uma ''limpa'' geral? Se o inquilino anterior não soube desfrutar de sua antiga morada, então comece VOCÊ em arrumar tudo! Pinte e restaure a casa com o alinhamento dos Chakras e muita meditação. Isso já deixará o ambiente mais leve, iluminado, equilibrado e restaurado. No começo é cansativo e você pode querer desistir, mas não faça isso, ou melhor: vá observando quão linda ela está a ficar!

2° Troque os móveis de sua casinha! Isso mesmo... ou tu queres guardar móveis destruídos e que lembrem um passado turbulento? Já que as paredes do coração (alma) foram pintadas e restauradas, porque motivo manter contigo algo que não lhe pertence mais? Pare e pense sobre... quê móveis tens guardado? Não seria o sofá da mágoa? O abajur da desconfiança? Ou algum quadro do rancor? Podem ser várias coisas... vá olhando canto por canto e vá jogando tudo fora. E não te esqueças de colocar coisas novas no lugar! (já que o coração não pode ficar vazio) Decore com muito amor e carinho. Além de ser a única e por se destoar de outras ''casinhas'', aproveite ao máximo a sua NOVA moradia, mesmo que não apareça outro morador. 

E quando aparecer: curtam juntos, TUDO! Ah! E se a casinha dele não estiver OK, ajude-o. Caso assim o queira. E quem sabe, se futuramente juntando as duas moradias ambos possam ter uma mansão. Afinal: você merece! Vejo daqui o teu sorriso. Então comece o quanto antes a sua reforma!!!
Aproveite que estamos no mês de Setembro e a Ostara está ai... Blessed Be. )O(


Texto escrito por: E. Laetittia Braz.
Proibida a reprodução parcial e total deste texto.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...