quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Um pouco sobre Kali.

Olá queridos, estou postando hoje para vocês um poema que eu escrevi hoje pela madrugada. Espero que gostem. E na postagem de hoje eu coloquei o poema que eu fiz, uma breve explicação Mitológica desta deidade e um ritual dedicado à ela extraído do livro que eu AMO muito: O Oráculo da Deusa. 
E quem estiver numa fase que precisa morrer para algo ou ''matar'' algum sentimento dentro de si, Kali é a melhor conexão para isso. Pois depois da morte vem o renascimento... e aproveitando que estamos em Setembro e teremos a celebração à Eostre que é a Deusa do crescimento e tem uma frase dela que eu gosto muito de falar e vou compartilhar com vocês:
''Sou o movimento rumo ao dever, expandindo, realçando o impulso arraigado em todos os seres
para desenvolver, evoluir, avançar, para cumprir tudo o que for possível... ''
E eu digo para vocês: Para que acha o crescimento, é necessário passar pela morte primeiro. Ceife tudo e plante coisas boas no lugar. Blessed Be. )O(
Poema à Kali


''Hoje eu acordei com um olhar sagaz. 
Com a força da Dança Cósmica 
que farei em teus cadáveres
Rindo: Desfaço-os
Cantando: Destruo-os
Esta é a dança.
Este é o movimento...
Momento que aguardarei
Para te entregar.
Sigo em frente e os nós me são desfeitos.
O que eu construí, acabo de destruir
E o que é sonhado pode ser punido agora
Tanto por mim e pelos meus pés...
E eles calcarão tudo e todos,
Num círculo de crânios sem fim...
Aguardando a morte chegar.''

Escrito por: E. Laetittia Braz.
Copyright.



Mitologia
Kali, deusa tríplice hindu da criação, da preservação e da destruição, é a força animadora de Shiva, o destruidor (Senhor da Dança). Ela é a fome insaciável do tempo, que dá à luz e depois devora.
Crânios, cemitérios e sangue estão todos associados ao seu culto. A energia de Kali é incontrolável. Depois de matar dois demônios, ela se embebedou com o sangue deles e começou a dançar sobre seus corpos mortos.
Kali dançou até entrar num frenesi e compreender que quase levou Shiva à morte dançando.

******************************
Sugestão de ritual: Enfrente o seu medo

Reserve um horário e um lugar em que você não seja interrompida.
Sente-se ou deite-se confortavelmente, com a coluna reta, e feche os olhos. Quando estiver pronta, inspire profundamente e exale, desapegando-se de tudo. Inspire e relaxe. Quando expirar, deixe o corpo cair como se fosse uma roupa de seda, amontoando-se à sua volta.
Coloque a mão sobre o coração para poder sentir o ritmo e a pulsação dos batimentos cardíacos. Deixe que o ritmo da sua respiração fique mais lento à medida que você inspira e expira, ouvindo as batidas do seu coração. Faça uma inspiração profunda e, à medida que solta o ar, veja-se em pé dentro do seu coração. A sensação é de bem estar.
Há um caminho atrás do seu coração, conhecido como "caminho oculto". Siga por ele. Ele a leva para cima e para baixo. Sobe e desce. Nele você vivência tudo que precisa vivenciar e vê tudo que precisa ver. O caminho começa a subir gradativamente, cada vez mais para cima. Agora ficou muito íngreme, e você é obrigada a escalá-lo até chegar a uma saliência. Você a alcança e lentamente se coloca de pé.
Agora você está na Planície da Visão, onde o vento sopra frio, claro e limpo — onde você pode ver tudo que precisa ver. Faça uma inspiração profunda e inale a claridade da Planície da Visão.
É hora de voltar. Peça ao seu medo para acompanhá-la, submetendo-se à sua decisão. Faça outra respiração completa e profunda da claridade da Planície da Visão. Retorne à saliência e inicie a descida. O caminho que desce a sustenta levando-a cada vez mais para baixo. Agora você se sente revigorada e revitalizada, livre e flutuante enquanto volta ao caminho oculto que fica atrás do seu coração. Você se aproxima do coração e entra nele, sentindo a pulsação do seu sangue. Respire fundo e, quando soltar o ar, estará de volta ao corpo. Respire fundo outra vez e, se estiver pronta, abra os olhos. Seja bem-vinda!

Ritual extraído do livro: O Oraculo da Deusa - Amy Sophia Marashmskv
Poema escrito por: Eloah Laetittia Braz. Direitos Reservados.
Contato: paganus.aeternus@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...