sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Você é a sua cura - parte II


:: Saul Brandalise Jr. ::

Nossa prostituição e poluição mental são a coisa mais séria que precisamos aprender a manejar.

Estou fazendo a revisão do texto do meu segundo livro publicado, intitulado Você é a Sua Cura. A frase acima me chamou atenção e coincidentemente estou estudando sobre os reflexos de nossas ações em cima de nossos pensamentos.Percorri os meus textos já publicados, desde o inicio, e percebi que não havia escrito sobre a importância, em nossa vida, de nossos pensamentos.

Ontem, coincidentemente procurei interpretar o filme "The Secret", que adquirimos pela internet e sem tradução para o Português. Na realidade o grande segredo é revelado quando nós nos damos conta de que TUDO começa na nossa forma de pensar. Nossas ações primeiro são processadas em nosso cérebro.Como eu já sei que na vida não existe coincidência e que tudo que nos acontece, na realidade, nos chamamos, nós buscamos com nossos pensamentos e depois com nossas atitudes, resolvi me dedicar um pouco mais aos reflexos de nossa massa cinzenta, oculta em nosso crânio, em nossa vida. Certamente você já pensou em alguém e algumas horas - ou dias - depois acabou cruzando com esta pessoa. Posso lhe garantir que você a chamou pelo seu pensamento.Você já parou para pensar que nós humanos só utilizamos de 6 a 8% de nosso cérebro? E que Einstein usou 13%. Ora, se um gênio só utiliza 13 por cento de sua capacidade de raciocínio, o que acontece com os outros 87?

Assim é absolutamente verdadeiro que, se queremos mudar a nossa vida, primeiro precisamos reaprender a pensar, a processar e a criar as nossas futuras ações.Não foi a religião que lhe salvou. Foi a fé e a forma de pensar que lhe permitiu colher novos frutos. Foram as mudanças na nova maneira de encarar a realidade que lhe proporcionaram outras realizações e conquistas. 

Ninguém que só se preocupe com os outros e com as atitudes alheias a si vai conseguir ser feliz. Nossa felicidade nasce em nosso pensamento e não na análise da vida dos outros, afinal quem somos para julgar?Que inguém diga: Eu não vou conseguir. Isso não é comigo, vou ser uma pessoa de sucesso. 

Meu amigo Peretti, excelente em relacionamento pessoal e, por conseguinte, grande vendedor, sempre diz: Enquanto uns choram, outros vendem lenços...Há, portanto, inegavelmente, uma conexão entre minha forma de pensar e o que sou hoje. Sou pessimista, acinzentada será a minha vida. Sou cauteloso, nunca chegarei em primeiro. Para consolo a pessoa diz: não faz mal o importante é competir. O importante é competir uma ova. O importante é ganhar. Só os fracos se conformam com isso. Quero mudar? 

Preciso, então, sepultar meus conceitos atuais e reprogramar a minha forma de ver e encarar a vida. Mudar significa mudar de verdade. Ninguém altera sua vida só querendo mudar, mas sem nenhuma nova atitude.Comecemos, então, mudando nossos pensamentos e conceitos sociais, religiosos e familiares.Fácil? Claro que não, mas, se fosse fácil, não seria para nós. O bicho preguiça que o diga...

Sei que nos veremos.Beijo na alma

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...