quinta-feira, 17 de abril de 2014

Conectando-se com a Deusa Brigith. + Ritual.

Brigith/Brígida
(INSPIRAÇÃO)
''Deixem que eu me aproxime de você através da bruma, através do fogo, através das plantas, através das fontes profundas e abundantes com ideias, visões, palavras, música que penetra nos ouvidos. Deixe que eu a comova, anime, estimule até que suas perspectivas mudem e sua mente, corpo, espírito explodo e você seja deixada em pé no rastro do que foi revelado e a vida pareça muito doce... ''

Mitologia
Brígida, que significa "luminosa", é uma Deusa tríplice do fogo: o fogo da inspiração, da ferraria, da poesia, da cura e da adivinhação. Sua inspiração foi vital para os bardos (poetas) que a invocavam livremente. A lenda diz que Brígida nasceu com uma chama que saía do alto de sua cabeça, ligando-a com o universo. A nova (cristã) e a antiga (pagã) Brígida fundiram-se na figura da santa Brígida no ano de 450. Santa Brígida, filha de um druida, era uma ferreira e curadora. Dezenove monjas/sacerdotisas guardam sua pira sagrada em Kildare, na Irlanda. Diz-se que, no vigésimo dia de cada mês, ela aparece e vigia pessoalmente o fogo.
Significado da carta Brígida vem para abrasar você com inspiração. Você está sentindo falta de direção? De motivação? De energia? Seu caminho está fora de foco, sua vida tornou-se confusa? Você anseia por algo, mas não consegue alcançar? Está na hora de alimentar a totalidade interiorizando a centelha e o crepitar da inspiração. Brígida diz que uma vida sem o fogo da inspiração na verdade é insípida. Ela aconselha ainda que, ao permitir que a inspiração alimente a sua vida, você se torne mais arguta, mais clara e mais energética.

Sugestão de ritual: Jornada até Brigith
Reserve um horário e um lugar em que você não seja incomodada.
Sente-se ou deite-se numa posição confortável, com a coluna reta, e feche os olhos. Quando estiver pronta, inspire profundamente e expire com um bocejo, liberando tudo o que houver para liberar.
Inspire outra vez profundamente e expire com um assobio. Inspire uma terceira vez e, enquanto solta o ar, visualize ou sinta uma caverna: pode ser uma caverna que você tenha visitado antes, ou uma caverna que só existe em sua imaginação. E então, inspire profundamente mais uma vez e, quando soltar o ar, fique diante da caverna. Passe os dedos pela parede. Sinta o seu cheiro. Entre.
A caverna é bem iluminada e quente por dentro, e você se vê descendo, descendo, cada vez mais fundo. A sensação de descer profundamente é muito agradável. Há uma luz no final da caverna. Você está no limiar, o ponto em que a caverna acaba e começa o Além.
Agora entre no Além. Observe a luz deslumbrante do sol, o frescor do ar e a vivacidade das cores. Brígida está à sua espera ao lado de um antigo poço de pedra. Você caminha na sua direção pisando na grama macia, esponjosa, verde-esmeralda. Ela diz que está feliz em vê-la e contente por que você chegou. Você lhe conta que está em busca de inspiração. Brígida lhe pede um presente, e você o oferece satisfeita. Então ela introduz você num círculo de fogo e acende uma chama no seu chakra da coroa (no alto da cabeça). Você sente uma vibração e um estímulo nesse ponto. Sente sua energia fluir e expandir-se. Seu poder de visualização fica nítido e mais forte. Você se sente inspirada!
Está na hora de dizer adeus. Você agradece à Brígida. Ela lhe diz que tudo que você tem a fazer para ativar a inspiração é visualizar a chama no alto da sua cabeça. Você entra na caverna. Agora você está subindo, subindo, subindo através do conforto quente da caverna, sentindo-se relaxada, energizada, revigorada. Você sobe até chegar à entrada da caverna. Saia e respire profundamente, enquanto solta o ar suavemente, sinta que está de volta ao corpo. Faça outra inspiração profunda e, quando expirar, se estiver pronta, abra os olhos. Seja bem-vinda!

Fonte: Livro - O Oráculo da Deusa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...