segunda-feira, 28 de abril de 2014

Ritual Wiccano. Parte I e II.

Cuidados
As Operações da Magia não estão isentas de perigos, pois temos que agir, sempre conscientemente, com base fundamentada na suprema, absoluta e infalível Vontade. É extremamente desaconselhável fazer da Magia um passatempo, uma prova de poderes. Ninguém se diverte impunemente com os mistérios da vida e da morte, e tudo em Magia deve ser tratado com seriedade e com a maior reserva. Nunca ceda ao desejo de convencer os outros pelas Operações Mágicas. Isso porque os efeitos mais surpreendentes nunca seriam suficientes como provas para as pessoas não Iniciadas. Mostrar prodígios para alguém ou acreditar na Magia é, para o Iniciado, tornar-se indigno ou incapaz da Magia. Não se vanglorie com as obras que operou. A Tradição sempre recomenda o silêncio dos doentes que são curados; e, se este silêncio for guardado fielmente, o Iniciado nunca será crucificado antes da conclusão de toda a sua obra.
Outra precaução que nunca devemos esquecer é não fazer qualquer operação quando estivermos doentes. O Homem verdadeiramente Homem só pode Querer o que deve, razoável e justamente, fazer. Por isso, impõe silêncio aos desejos e ao seu temor, para escutar a voz da Razão, no silêncio absoluto.
Um Homem assim é um rei natural e um sacerdote espontâneo para as multidões errantes. É por isso que o objeto da Iniciação se chama, desde as antigas Iniciações, Arte Sacerdotal ou Arte Real. Para praticar a Magia, só será considerado um verdadeiro Mago se puser acima de todas as fraquezas da Natureza.
Para dominar e submeter os espíritos elementais é preciso nunca abandonar-se aos defeitos que o caracterizam. Assim, nunca um espírito leviano e caprichoso governará os Silfos. Nunca uma natureza débil, fria e inconsciente será senhora das Ondina; a cólera irritas as Salamandras e a grosseria cupida faz dos eu domina joguete dos Gnomos. Porém, é preciso ser pronto e ativo como os Silfos, flexível e atento às imagens como as Ondinas, enérgico e forte como os Salamandras, laborioso e paciente como os Gnomos.

INVOCAÇÃO SIMPLES
Tenha consigo o seguintes materiais (serão utilizados na representação dos Elementais da Natureza).
  • 1 moeda antiga (para o elemento Terra)
  • 1 cálice ou taça com água até a borda (para o elemento Água)
  • 1 incenso de sua preferência (para o elemento Ar)
  • 1 vela branca (para o elemento Fogo) Faça uma cruz no chão, representando os pontos cardeais: Norte, Sul, Leste e Oeste. Coloque a moeda no ponto marcando Norte; o cálice com a água no ponto Oeste; o incenso (de preferência em um incensário) no ponto marcado por Leste e finalmente, no ponto Sul coloque a Vela Branca.
Faça uma oração qualquer (a que você mais goste), antes de começar a invocação. Primeiramente, pegue a moeda na mão e segure-a firmemente, dizendo: "EU (seu nome) SAÚDO A TERRA, A NATUREZA, TODOS OS SEUS ELEMENTOS E A SUA FORÇA. EU AGRADEÇO POR TUDO QUE A TERRA ME PRESENTEIA TODOS OS DIAS DA MINHA VIDA. PEÇO QUE A ENERGIA DA TERRA ESTEJA SEMPRE PRESENTE E ME TRAGA CORAGEM, ESTÍMULO, DISCIPLINA, CONFORTO, ESTABILIDADE E SAÚDE. EU PEÇO A TERRA QUE, REPRESENTADA POR ESTA MOEDA, ME PROTEJA E ME AJUDE SEMPRE. ASSIM SEJA." Coloque a moeda de volta no lugar. Em seguida, erga o cálice (ou taça) de água para o céu e diga: "EU (seu nome) SAÚDO TODOS OS ELEMENTAIS E AS DEUSAS DA ÁGUA. AGRADEÇO À ÁGUA POR TODA A ÁGUA EXISTENTE NO PLANETA, PELA ÁGUA QUE BEBO E DE QUE NECESSITO PARA VIVER. PEÇO AO ELEMENTO ÁGUA INTUIÇÃO, CLAREZA, VISÃO, ENERGIA, FORÇA MÁGICA. EU PEÇO QUE A ÁGUA CONTIDA NESSA TAÇA ME PROTEJA E ME AJUDE SEMPRE. ASSIM SEJA." Coloque a taça com a água no lugar. Depois, acenda o incenso e espalhe sua fumaça pelo ar, dizendo: "EU (seu nome) SAÚDO E INVOCO TODOS OS ELEMENTAIS DO AR. AGRADEÇO PELO AR QUE RESPIRO, PELOS VENTOS, PELA INTELIGÊNCIA, PELA CRIATIVIDADE, PELAS MINHAS VIRTUDES RACIONAIS. PEÇO AO ELEMENTO AR CAPACIDADE DE RACIOCÍNIO, CLAREZA DE IDÉIAS, CONDIÇÃO DE CRIAR E SER FELIZ. EU PEÇO QUE A FUMAÇA DESTE INCENSO QUE SE DESPRENDE NO AR ME PROTEJA E ME AJUDE SEMPRE. ASSIM SEJA." Novamente, coloque o incenso no seu lugar. Agora é a vez da vela. Acenda-a e diga: "EU (seu nome) SAÚDO E INVOCO TODOS OS ELEMENTAIS DO FOGO. PEÇO A INTUIÇÃO SAGRADA E A ENERGIA CURATIVA E CRIADORA DO FOGO. AGRADEÇO AO FOGO PELA VIDA. EU PEÇO QUE O CALOR QUE SE DESPRENDE DA CHAMA DESTA VELA SIGAM PARA OS MAIS NOBRE FINS, BEM COMO NA MINHA PROTEÇÃO E CUIDANDO DE MIM, ENQUANTO EU VIVER. ASSIM SEJA." Agora, que a invocação chegou ao fim, você deve tomar os seguintes procedimentos: a moeda, servirá como um amuleto de proteção e auxílio, então leve-a sempre carregue-a consigo; tome a água do cálice. Essa água, que fez parte da invocação, ajuda nas realizações mágicas (feitiços ou dicas mágicas) que você realizará. Já o incenso e a vela, deixe-os queimar até o fim. O que sobrar (o pó do incenso e a cera derretida da vela) é para ser jogado em um jardim ou a uma árvore bonita e frondosa ou na água corrente de um rio limpo.

Orações
"As orações são um molho incontável de chaves, capazes de abrir qualquer tipo de porta..." Rezar, não quer dizer, repetir fórmulas da nossa Religião, mesmo as mais antigas, e, portanto, cheias de forças, mas escolher aquelas que sentimos intensamente, de quaisquer credos, ou ainda, criarmos, nós mesmos, dirigindo-as às "Forças Cósmicas", ou "Entidades Específicas". Algumas orações, acima de tudo, servem para harmonizar-se com as Forças Superiores, além de que, são um auxílio extra para o início e o término de qualquer ato de magia. Lembre-se que você mesmo pode criar uma oração, são suas palavras dirigidas de dentro de seu coração, ditas diretamente aos deuses, com pureza e bons sentimentos, e em magia isso é o que importa.

Circulo mágico
Existem várias maneiras de se traçar um Círculo, você pode usar uma das mais simples: 1 - Pegue a Varinha Mágica ou o Athame e vá até o Norte. 2 - Visualize um raio, tipo um laser, saindo da ponta do seu objeto escolhido. 3 - Dê uma volta, devagar, no sentido horário, até chegar novamente ao Norte. 4 - Então diga: - "Pelo poder da Deusa e do Deus, eu traço este Círculo Sagrado. Deste espaço nenhum mal sairá, e nele nenhum mal poderá entrar!" Depois de traçar o Círculo, você deve invocar os Guardiões dos quatro Quadrantes, acendendo uma vela.

COR QUADRANTE REPRESENTA ELEMENTO
Vermelha Leste Nascer do Sol AR
Branca Sul O Sol do meio-dia FOGO
Azul Oeste O Crepúsculo ÁGUA
Preta Norte A meia-noite TERRA
Agora se deve invocar a Deusa e o Deus, vá até o centro do Círculo e faça as invocações. Elas podem ser as seguintes: Deusa graciosa, você é a Rainha dos Deuses; A Lâmpada da noite; A criadora de tudo que é selvagem e livre; Mãe das mulheres e dos homens; Amante do Deus e protetora de toda a Wicca; Descenda, eu suplico; Com seu raio de força lunar; Aqui, sobre o meu Círculo. Deus brilhante, você é o Rei dos Deuses; Senhor do Sol; Mestre de tudo que é selvagem e livre; Pai das mulheres e dos homens; Amante da Deusa e protetor de toda a Wicca; Descenda, eu suplico; Com seu raio de força solar.

ABRINDO O CÍRCULO
Começa então o Ritual de abertura do Círculo, e cada participante agradece a Deusa por estarem presente e falam:
LESTE:> Salve os Guardiões das Torres do Leste. Venham juntar-se a nós neste Círculo, Poderes do Ar, vinde! Vigiem este espaço sagrado. Nós o saudamos! Todos ficam em forma de um Pentagrama.
SUL :> Salve os Guardiões das Torres do Sul. Venham juntar-se a nós neste Círculo, Poderes do Fogo, vinde! Vigiem este espaço sagrado. Nós o saudamos! Todos ficam em forma de um Pentagrama.
NORTE:> Salve os Guardiões das Torres do Norte. Venham juntar-se a nós neste Círculo, Poderes do Terra, vinde! Vigiem este espaço sagrado. Nós o saudamos! Todos ficam em forma de um Pentagrama.
OESTE:> Salve os Guardiões das Torres do Oeste. Venham juntar-se a nós neste Círculo, Poderes do Água, vinde! Vigiem este espaço sagrado. Nós o saudamos! Todos ficam em forma de um Pentagrama.
A Alta Sacerdotisa, ou Sacerdote, desenha o Pentagrama de Invocação e o Ritual começa.

FECHANDO O CÍRCULO
A Alta Sacerdotisa e o Sacerdote agradecem à Deusa e ao Deus por terem estado presentes, e aos Elementos.
Casa pessoa volta ao seu lugar e diz:
LESTE: > Salve os Guardiões das Torres do Leste. Poderes do Ar, nós agradecemos sua presença aqui, como guardiões no nosso Círculo. Vão em paz, oh! grandes Guardiões do Leste, com nossas bênçãos e nosso agradecimento. Obrigado e Adeus! Todos ficam em forma de Pentagrama.
SUL: > Salve os Guardiões das Torres do Sul. Poderes do Fogo, nós agradecemos sua presença aqui, como guardiões no nosso Círculo. Vão em paz, oh! grandes Guardiões do Sul, com nossas bênçãos e nosso agradecimento. Obrigado e Adeus! Todos ficam em forma de Pentagrama. NORTE: > Salve os Guardiões das Torres do Norte. Poderes da Terra, nós agradecemos sua presença aqui, como guardiões no nosso Círculo. Vão em paz, oh! grandes Guardiões do Norte, com nossas bênçãos e nosso agradecimento. Obrigado e Adeus! Todos ficam em forma de Pentagrama.
OESTE: > Salve os Guardiões das Torres do Oeste. Poderes do Água, nós agradecemos sua presença aqui, como guardiões no nosso Círculo. Vão em paz, oh! grandes Guardiões do Oeste, com nossas bênçãos e nosso agradecimento. Obrigado e Adeus! Todos ficam em forma de Pentagrama.
A Alta Sacerdotisa desenha o Pentagrama de expulsão e mais uma vez agradece, e só então se fecha o Círculo com o Athame de novo, dizendo três vezes: "O CÍRCULO SE DESFAZ, MAS ELE NUNCA SE ROMPE" Ainda em forma de Pentagrama, faça uma meditação e visualize, o Círculo em tons de azul, subindo em direção aos Deuses. Que assim seja para o bem de todos!

Ritual de Auto-Iniciação
O Ritual de Auto-Iniciação é um compromisso entre você e os Deuses, portanto deve ser feito em absoluta solidão. Escolha uma Lua Cheia, próxima de seu aniversário. Se possível vá à algum lugar próximo à Natureza. - Uma casa de campo ou praia, é o ideal. No dia do Ritual, procure estar em contato com a Natureza. Tire o dia para descansar.
Afaste-se um pouco da televisão, dos jornais e de todas as possíveis fontes de notícias negativas e de violência. Esqueça as contas, os problemas de família, e desligue o telefone. Escolha um local em que você não possa ser interrompido. Antes do Ritual, limpe cuidadosamente o local onde ele será realizado, mentalizando que todas as energias negativas estão saindo juntamente com a poeira. Se você tiver uma Vassoura Mágica, use-a. Tome um banho relaxante. Um banho com pétalas de rosa e algumas gotas de perfume é o ideal. Este Ritual pode ser feito ao ar livre, mas como a pessoa deve estar nua, eu acho melhor fazê-lo num recinto fechado para não atrair curiosos, e, principalmente para não ter problemas com as autoridades.
Você pode seguir à risca o Ritual abaixo, ou usá-lo como base para criar o seu próprio Ritual, o que é bem melhor, pois você deve usar suas próprias palavras para se dirigir aos Deuses, sem ficar copiando ou simplesmente decorando texto elaborados por outras pessoas.

Você deve ter em mãos os materiais necessários para o Ritual:
Uma vela preta representando a Deusa;
Uma vela branca representando o Deus;
Quatro velas para os quadrantes, sendo uma vela preta para o quadrante Norte, uma vela branca para o quadrante Sul, uma vela vermelha para o quadrante Leste, e uma vela azul para o quadrante Oeste. Essas são as cores da tradição Celta, se quiser, pode mudá-las;
Um incensório com incenso de seu agrado;
Um pires com sal marinho;
Uma vasilha com água de fonte, de rio, ou se for difícil de conseguir pode ser água mineral comprada. Procure nunca usar em seus Rituais água de torneira;
Um Athame, ou um punhal de sua escolha;
Um cálice de vinho tinto (caso você não possa ingerir bebidas alcoólicas, substitua por um suco de maçã ou mesmo água);
O Ritual deve ser feito após o crepúsculo. Deixe que o local escolhido receba a luz da Lua por alguns minutos. No dia do Ritual, procure não comer carne e nem tome drogas de espécie alguma. Faça um jejum ou coma frutas e verduras. Quando for para o Círculo, tenha a certeza de que levou o material necessário para não ter que sair e interromper o Ritual. Se houver outras pessoas na casa, peça para que você não seja interrompido(a) durante aquele período. Durante o Ritual, você deve estar nu(a), sem jóias ou qualquer outro adorno. Os cabelos devem ficar soltos, se forem compridos. O objetivo do Ritual é nos apresentarmos aos Deuses de forma mais natural possível.
Acendas as velas em seus respectivos quadrantes, que devem ser determinados com o auxílio de uma bússola antes do Ritual. Monte o Altar ao Norte, com a vela da Deusa à esquerda e a vela do Deus à direita. No Altar também devem estar o Cálice, o Athame, o Sal, a Água e o Incenso, que deve ser aceso na vela da Deusa. Você também pode colocar no Altar coisas que sejam importantes para a sua vida e outros objetos de seu agrado. Lembre-se que a liberdade é a essência da Bruxaria!
Apague as luzes, e deixe que somente a luz das velas ilumine o aposento.
Segure o Athame com ambas as mãos e trace o Círculo Mágico, no sentido horário, começando pelo Norte, diga com energia e máxima concentração:
"Em nome da Deusa, eu traço este Círculo de Proteção! Dele nenhum mal sairá. Dentro dele, nenhum mal poderá entrar. Pelos Guardiões dos Quatro Quadrantes da Terra, eu convido todos os Elementais da Terra, do Ar, do Fogo e da Água para entrarem neste Círculo e me auxiliarem nesta iniciação".
Volte ao Norte, beije a lâmina do seu Athame e coloque-o novamente no Altar. Pegue o Sal, jogue três punhados na Água e diga:
"Abençoado seja o Sal que purifica esta Água".
Segure a vasilha com a água salgada e dê três voltas ao redor do Círculo, em sentido horário, enquanto deixa cair algumas gotas no chão. Volte ao Norte e diga:
"Da mesma forma que o Sal purificou a Água, que minha vida seja purificada pelo Amor da Grande Mãe".
Pegue o Incenso e dê três voltas ao redor do Círculo no sentido horário, volte ao Norte e diga:
"Abençoada seja esta criatura do Ar, que leva até aos Deuses a minha oferenda de Alegria!"
Fique de fronte para o Altar e diga:
"Eu, (diga seu nome completo), compareço diante dos Deuses de minha livre e espontânea vontade, abrindo meu coração para as verdades e ensinamentos da Wicca. Juro perante aos Deuses, jamais usar meus conhecimentos para prejudicar qualquer criatura viva ou para finalidades egoístas.
Juro nunca fazer em meus Rituais de Wicca nada que cause dor, sofrimento, humilhação ou medo à nenhuma criatura viva. Juro defender meus irmãos e irmãs na Arte, bem como divulgar a Wicca para todos os que desejarem aprender, sem jamais tentar converter ninguém às minhas crenças ou menosprezar as crenças alheias. Juro amar o Planeta Terra, procurar sempre harmonia com toda a Natureza, e, acima de tudo, colocar sempre a vida humana acima de interesses materiais. Juro nunca prejudicar meus irmãos da Arte, ou revelar seus nomes mágicos, embora eu tenha o direito e a obrigação de me defender contra energias ou pessoas negativas que queiram me prejudicar ou fazer mal aos que eu amo.
A partir de agora, não existem nenhuma parte de mim que não seja dos Deuses; portanto, meu corpo é sagrado. Nenhuma parte dele é impura ou vergonhosa. Meu corpo merece todo o respeito, como fonte divina de vida e de prazer. A partir de agora, a verdadeira autoridade sobre mim, virá somente dos Deuses. Não aceitarei nenhum tipo de opressão, nem ficarei do lados daqueles que oprimem meus semelhantes em busca de poder.
A partir de hoje, lutarei para que a justiça do Deus e Amor da Deusa sejam estabelecidos na Terra.Assim seja!"
Peque o Cálice, derrame um pouco de Vinho no chão e diga:
"Da mesma forma que o vinho se derramou, que o poder me seja tirado se eu não cumprir meu juramento".
Molhe o dedo no Vinho, desenhe um Pentagrama no ponto entre as sobrancelhas e diga:
"Que meus pensamentos sejam guiados pela Luz dos Deuses".
Molhe novamente o dedo e desenhe um Pentagrama em cada pálpebra dizendo:
"Que meus olhos vejam o poder dos Deuses em toda a Natureza".
Molhe o dedo no Vinho, desenhe um Pentagrama na boca dizendo:
"Que minhas palavras sejam para propagar o Amor dos Deuses".
Molhe o dedo, e trace um Pentagrama no seu coração, dizendo:
"Que a grande Mãe esteja em meu coração, para que eu tenha compaixão por todos os seres humanos e por todas as criaturas".
Molhe novamente o dedo e trace um Pentagrama na região do seu sexo, dizendo:
"Que meu sexo seja abençoado pelos Deuses, para que haja fertilidade em minha vida".
Molhe os dedos e trace um Pentagrama em cada um dos seus pés, dizendo:
"Que meus passos me levem pelos caminhos da Felicidade, e que os Deuses guiem todos os meus passos".
Segure o Cálice com ambas as mãos, beba o Vinho, deixando um pouco no fundo e diga:
"Este é o útero da Grande Mãe. Dele eu vim, e para ele voltarei com Alegria! Que assim seja, para o bem de todos!"
Jogue o resto do Vinho no chão.
O Ritual em si, está terminado, mas você ainda pode ficar mais alguns minutos no Círculo para meditar sobre Bruxaria e em todas as promessas assumidas.

Obs: Se você quiser assumir um nome mágico, assim que derramar o Vinho no chão diga:
"De agora em diante, meu nome perante os Deuses é ( diga seu nome mágico)".
Este nome deverá ser conhecido somente por você! Dentro de um ano e um dia, você poderá fazer um novo Ritual para confirmar seus votos, mantendo aou alterando seu nome mágico.
O Ritual de Auto-Iniciação é uma data de muita alegria, portanto não fique preocupada(o) se errar algumas palavras ou esquecer alguma coisa. Nem fique preocupada(o) se você não souber falar palavras bonitas. O mais importante é o que está em seu coração e os Deuses conhecem muito bem as palavras ditas com sinceridade. Se você não tiver os materiais necessários ou um ambiente propício, improvise, dentro das suas condições, use sua imaginação, pois o mais importante, o que realmente vale, é o Amor e a Devoção que você sente pelos Deuses.

Fonte: Desconhecida. Quem souber a fonte do texto, entrar em contato.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...