quinta-feira, 31 de julho de 2014

Ataque e Defesa Energética.


Como identificar quando estamos sendo atacados?

Na maioria das vezes sem saber nos defender ou renovar nosso campo energético fortalecendo-o, acabamos criando um sistema de ataque x agressão, visando nossa defesa. Ao sentirmos que nos sugam energeticamente criamos uma aura porco espinho que é uma forma de defesa x sugação. Tornamos nosso campo áurico carregado de cor escura.

As pessoas que sugam nossa energia o fazem:

 >>>através de um toque, com o qual nos sentimos mal;

 >>>nos agridem com palavras;

 >>>nos olham com olhar de peixe morto, olhar vazio ou vidrado, olhar de sugação, passam a impressão que estão fora de si ou em consciência alterada, podem ser pessoas com problemas sérios, drogados, traumatizados ou mesmo problemas mentais e psicológicos, essas pessoas estão desligadas de sua fonte de sentimentos e não se abastecendo, buscam sugar os outros.

 >>>A sucção oral... a pessoa fala em excesso, não nos dando tempo para pensar, tentando nos convencer de seu ponto de vista, contando seus problemas, sua fala é tediosa e vamos sentindo uma canseira;

 >>>A sucção visual, a pessoa nos olha como se fosse um aspirador, a sensação deste olhar é que ela nos penetra e nos deixa vazios ou nus. pessoas masoquistas, pessimistas e que vivem apenas se queixando ou se lamentando de tudo.

 >>>A sucção verbal, através da palavra nos agridem ou nos ofendem, também conseguem nos humilhar, devemos nos cuidar para não entrar no ataque, pois é este o objetivo latente do agressor, e se nos dispusermos a discutir, despendemos mais forças e é isso que ele precisa e quer, mais energia.

 >>>explosões de raiva ou ataques histéricos, é o agredir e esvaziar, desta forma criam uma espécie de defesa e vão desgastando os outros.

Os ataques psíquicos podem ser causados por agentes físicos ou não... pessoas inimigas, invejosas, elas elaboram uma energia com o pensamento com a qual podem atingir suas vítimas.

Vale ressaltar, que estes ataques não precisam necessariamente serem propositais. Em geral, por mais dominadoras e possessivas ou dominadoras essas pessoas possam ser, normalmente são pessoas carentes e que desejam e merecem, sobretudo,  afeto e atenção.

Quando você se sentir extremamente sobrecarregado, encoste-se de costas à uma árvore e a abrace "por trás" e fique assim por alguns minutos, o suficiente para sentir-se melhor, não exceda muito tempo, você pode ter uma descarga excessiva e sentir-se fragilizado.

Ao contrário, quando você se sentir esgotado, cansado, exausto, triste, melancólico, deprimido, sem forças... abrace a árvore de frente... por alguns minutos, não muito também, se caso exceder o tempo e vier a ter febre ou qualquer outro sintoma desconfortável, tome uma ducha rápida, fria. Enquanto abraça a árvore, Sinta seu chakra cardíaco inflando de energia amorosa e carinhosa, sinta-se fortalecido e energizado, com capacidade indefinível de amar e aceitar as coisas individualmente, sinta o poder do amor da Natureza e do seu próprio AMOR A SI MESMO.

Você também pode andar com os pés descalços e fortalecer seus laços com a Terra (na areia da praia, na grama de casa, do parque, na terra, qualquer lugar, desde que seja solo nu, sem piso ou qualquer outro revestimento artificial ou sintético - o que pode aumentar ainda mais sua energia estática e te proporcionar ainda mais irritação e nervosismo - por ex.: carpet), trocando energias através dos seus chakras secundários dos pés que levam energia diretamente para seu chakra básico, esse é seu contato de equilíbrio com a vida e o momento. Quando você se harmoniza através do contato dos pés com o Solo nu, você se sente a vontade na vida, sente força nos seus objetivos e vontade de viver, além de alimentar seu "instinto natural".

O contato com a Natureza, não é apenas "olhar" ou passear no parque ou qualquer que seja o local escolhido, mas sim:  SENTIR, VER E  OUVIR o que ELA está nos passando. Estar conectado verdadeiramente e inteiramente. Não passe despercebido pelas belezas e presentes que Ela te oferece a todos os momentos e todos os dias. Quando se propuser a andar no solo com os pés descalços, sinta, leve sua consciência para este contato. Quais as sensações despertadas, analise e entregue-se a esse momento único. Quais as recordações que são afloradas, quais as sensações despertadas, qual a temperatura do solo, dos seus pés, qual a textura, como você sente o atrito e o movimento...

Perceba também o céu, ouça o vento, veja as flores, as árvores... Inspire profundamente o dourado do Sol, o verde das plantas, o azul do céu... Inspire cada cor uma de cada vez, imagine como se essas cores associadas às paisagens, pudessem ser sorvidas pelo nariz e absorvidas pelo seu corpo, indo para cada célula e deixando cada célula com aquela cor. Faça isso com uma cor de cada vez. Sinta o Sol, que te aquece, e as vezes até em excesso - o que as vezes pode causar em você uma certa "revolta" porque "- estou morrendo de calor!-" , até o frio, que proporciona um aconchego e que as vezes é intenso e você diz: "- ah! eu odeio o frio!-", lembre-se que cada uma das estações traz uma etapa nova, um novo ciclo, um novo momento, são bem marcados para justamente nós "vermos" e podermos "acompanhar" essas transformações... mas o que realmente acabamos por fazer? Reclamando do frio e querendo calor no inverno e reclamando do calor e querendo frescor no verão???!!!  A contradição é mais uma das peculiaridades do homem nos últimos tempos... O que você QUER DE VERDADE??? Qual seu VERDADEIRO ANSEIO? Se você conseguir responder a estas questões, terá já meio caminho andado em direção à felicidade e realização! Pense nisso enquanto caminha e se conecta com o amor da Natureza!

Com a fonte de amor,  inerente em cada ser vivo:
O amor é inerente a cada ser vivo. Desde as plantas, animais até minerais. A Natureza, como já expliquei acima, é amorosa em todos os sentidos e nos oferece esse amor de várias formas. Nós é que temos que entrar em harmonia com ela, nós é que abusamos e a destruímos. Mas apesar da Natureza estar mostrando algumas faces que alguns consideram como "revolta da natureza", nada mais é do que resposta às nossas ações. Fenômenos climáticos que causam maremotos, incêndios, terremotos e outras catástrofes "naturais" são conseqüências, muitas vezes, das ações que o ser humano vem fazendo à Terra. Mas isso também é para chamar nossa atenção, é como o bebê que não recebe seu alimento e chora alto. O amor a que estou me referindo não é apenas esse, mas o todo: o amor que você tem no seu coração pelos seus filhos e familiares, amigos e parentes, e aquele que você deveria nutrir pelos seus "não tão amigos assim". Procurando AMAR MAIS E QUESTIONAR MENOS, com certeza estaremos vivendo melhor e nos defendendo de fluxos negativos. Não há poder maior do que o poder do AMOR.

Com a Harmonia de ligação com o Universo:
O Universo infinito também tem poder para nos auxiliar na defesa energética. Veremos adiante algumas práticas que utilizam este meio.

Com a harmonia dos Pensamentos:
A pessoa é aquilo que ela pensa que é. Se você achar que uma coisa vai dar certo, ou que ela vai dar errado, nas duas situações você estará correto. O nosso maior poder energético está no PENSAMENTO. Cuidado com aquilo que você pensa. o Pensamento é energia pura e se você quiser provas científicas deste poder, leia mais sobre Física Quântica (neste caso eu recomendo "Alice no País do Quantum") e leia também a respeito da Inteligência Emocional (neste caso eu recomendo "Auto Engano" de Daniel Golleman - ou qualquer outro livro dele). Se você pensar que é suscetível à energias negativas e que elas te perseguem onde quer que você vá... esteja certo disso, porque é isso o que acontecerá mesmo que você possua uma estrutura energética menos suscetível. Por isso é importante sobre tudo ter bons pensamentos, "ser otimista" e não "ter otimismo"- é diferente... Acreditar que coisas boas estão reservadas para você e que a cada momento você está mais preparado para recebê-las. Por mais dificuldades que você esteja enfrentando, imagine sempre que a solução está vindo e que você está superando tudo e se tornando uma pessoa cada vez melhor, e melhor... E que tudo dá certo no final... e se ainda não deu... é sinal que o fim ainda não chegou!!! Se mesmo assim pensamentos negativos invadirem sua mente procure desviar este fluxo. Se a questão envolvida é EMOCIONAL, analise sob o ponto de vista RACIONAL, e se a questão for RACIONAL, analise sob o ponto de vista EMOCIONAL. Desta forma você estará quebrando um círculo vicioso e não ficará se cobrando por algo que fez de uma forma e não de outra. Manter o equilíbrio nos pólos cerebrais (Hemisfério direito - emocional e Hemisfério Esquerdo - racional) para tirar uma conclusão é a melhor maneira de não gerar culpa e nem culpados. Lembre-se também que você É O RESPONSÁVEL PELAS SUAS ATITUDES  pois são RESULTADOS DOS SEUS PENSAMENTOS. Mantendo este equilíbrio mental, com certeza fica mais fácil manter o equilíbrio energético áurico.


ATAQUES DIRIGIDOS

Da mesma forma que o ataque energético pode ser efetuado sem a percepção consciente do agressor ou mesmo do agredido, também pode ocorrer o ataque dirigido. 
O mais interessante destes ataques é que eles têm uma peculiaridade: "parecem que vêm de fora". E de fato, pode ser isso mesmo.
Com o claro objetivo de absorver, nutrir-se ou repelir, obsessores encarnados e desencarnados podem agir:

1) ATAQUE MENTAL:

O ataque mental é aquele que age diretamente nos nossos pensamentos e/ou se aproveitam dele (o que eu particularmente acredito mais). Por exemplo: se você está passando por um momento delicado em sua vida e tem coisas que estão mal resolvidas ou ainda coisas que podem ou não dar certo. O Obsessor age favorecendo seus pontos fracos. Aproveita-se de sua insegurança ou de seu medo nutrindo negativamente seus pensamentos a tal ponto, que de fato, as coisas acabam dando errado. Mas na verdade elas não deram errado por causa disso ou por causa daquilo, ela acabou dando errado simplesmente porque você acabou por ficar tão envolvido energeticamente com aqueles "medos" que atraíram energeticamente todo e qualquer processo vibratório de mesma intensidade, seguindo uma ordem natural de familiaridade energética. Isto é:  você foi responsável, de uma forma ou de outra, pelas coisas que você atraiu.

Aí você pode perguntar: - ah! Mas e o Obsessor que me "persegue" (esses 'encostos') ??? - o obsessor se aproveita da energia que você está despendendo em maus pensamentos - porque ele também é responsável pela própria condição e precisa se nutrir de alguma forma. E então ele te encontra... num rodamoinho de pensamentos... e vários deles justamente como os que ele precisa, ou como ele mesmo os têm.

Como efeito deste tipo de perturbação, pode-se exemplificar: ruminação mental, pensamentos repetitivos, pensamentos negativos, pessimismo, insônia ou excesso de sono, pesadelos, irritação sem causa aparente, falta de concentração, mudança repentina de humor, depressão, tristeza profunda, etc.

O nosso campo áurico, revela através de sua cor e de seu tamanho o nosso estado energético, porém apenas naquele dado momento em que se está fazendo a análise, ou no momento em que um vidente a encontra. Sofremos alterações energéticas a todos os momento e por isso é muito importante a vigia constante e principalmente o auto-conhecimento para sabermos interpretar e saber o que está acontecendo conosco em determinado momento.

O pensamento produz energias que podem ser positivas ou negativas. A bondade, o amor, a harmonia erguem naturalmente proteções e defesas em nosso campo áurico.

Simplesmente pelo fato de que não nos atinge aquilo que não está vibrando no nosso nível.

Não faria sentido se eu explanasse esses pontos sem pelo menos sugerir alguma defesa.

Primeiramente, é totalmente imprescindível vigiar e cuidar daquilo que pensamos e principalmente de COMO pensamos, temos que estar atentos às nossas reações e aos nossos comportamentos e sensações.

2) ATAQUE EMOCIONAL

O ataque emocional é aquele que age diretamente em nossas emoções. O obsessor, percebendo ou não sua susceptibilidade aos pensamentos, parte então para o ataque emocional de forma a desestruturar as emoções, envolvendo seus sentimentos com rancor, repulsa, ódio, desconfianças, etc...

Por exemplo: Você encontra seu namorado(a) e ele lhe diz que se atrasou por algum motivo. Logo, o obsessor vai se aproveitar desta situação para enriquecer sua imaginação, despertando sentimentos de ciúmes, desconfianças e raiva. Mesmo que a pessoa em si lhe dê bons motivos e que você normalmente acreditaria, principalmente porque confia e ama esta pessoa, vai acabar sendo inundado por sentimentos que parecem vir de fora. E então você se pega discutindo e brigando até mesmo sem motivos, levado apenas por emoções negativas e que de fato você nem saberia explicar de onde veio.

Esses ataques provocam discussões, mal entendidos, dificuldades financeiras, perda de emprego, etc... Em seguida você acaba dominado por sentimentos de culpa, e transforma-se num círculo vicioso.

 A maneira adequada a se proteger desses ataques é a mesma do ítem anterior. Estar atento e se conhecer bem. Saber exatamente quais são seus sentimentos e perceber as influências quando elas estão tentando se infiltrar nas lacunas que nós deixamos.

3) ATAQUES FÍSICOS:

Os ataques físicos são diretos, simples e objetivos. Normalmente utilizados por obsessores brincalhões ou que querem chamar a atenção de qualquer jeito. uma vez que você, supostamente, não permitiu seu acesso através de seu campo áurico. Então começam as brincadeiras. Mexe em cortinas, tropeções e outros pequenos incidentes.

O básico é tentar compreender o que esse incidente tem a lhe dizer. Tente compreender seu ritmo e seu caminho. Fique atento a todos os detalhes possíveis, mas não impressione-se com esses fenômenos, se podemos chamar assim. Dirija um pensamento amoroso e o distancie de seu círculo. Você não pode ajudá-lo, existem lugares próprios para isso, então peça que ele encontre um mentor iluminado e que o acompanhe. Não fique prisioneiro dos obsessores. Liberte-se. Por mais fenômenos que eles queiram mostrar seu poder, nenhum deles é suficiente forte para te atingir, a menos, lógico, que você permita. Acredite em você, acredite na força impulsionadora do Universo, independente de religião, é importante você acreditar num Ser superior, acredite nele, tenha fé e pratique, faça sua parte, que o Universo faz o restante.

AUTODEFESA PSÍQUICA

Você já deve ter se sentido fraco ou incapaz de se concentrar diante de uma certa pessoa. Essa situação as vezes pode acontecer com algum amigo com problemas, ou até mesmo constantemente com uma certa pessoa que não tem aparente motivo para "sugar" sua energia. É importante saber agir em situação que você sente sua energia saindo sem seu consentimento. Muitas vezes não se tratam de vampiros energéticos ou criaturas "malignas", e sim pessoas susceptíveis a energias.

Segue abaixo um texto de como evitar discretamente que sua energia saia de seu corpo:

>>>Fique de lado, de forma a não ficar diretamente de frente para a pessoa e, quando encontrar o olhar fixo, concentre-se apenas do olho esquerdo da pessoa.

>>>Cruze as pernas ou pelo menos os tornozelos, cruze os braços e mantenha-se cruzados se possível na parte superior do abdômen.

>>>Fala ligeiramente para o lado e, quando não estiver falando, fique com a boca fechada e com a cabeça levemente inclinada para a frente.

>>>No conjunto, essa é uma "autodefesa psíquica" muito discreta que pode ser usado em qualquer lugar sem chamar atenção.

O bom senso, sem dúvida, é evidente. Você não deve se relacionar diretamente com a pessoa da qual está se defendendo, na sua posição corporal. Com relação ao olho esquerdo da outra pessoa, você não deve estar receptivo a qualquer sugestão mental para mudar sua postura: o olho direito é o dominante. Se você se concentra no olho esquerdo da pessoa que está a sua frente (ou seja, o olho que está a frente para seu olho direito!) você não poderá ser facilmente dominado e também ninguém dirá que você está evitando o olhar. A região "astro-sensitiva" da parte superior do abdômen também é bem protegida.

Fonte: http://www.anjodeluz.net/protecao/protecao.htm

terça-feira, 29 de julho de 2014

VSEVOLOD IVANOV reconstrói o Antepassado Russo em sua Arte.

 Alegadamente, os russos são os descendentes dos aliens antigos.

O artista Russo, Vsevolod Ivanov nos apresenta o ''Ancestrais Russos'' segundo sua visão. Ele está profundamente convencido de que a história da Rússia antiga é distorcida ou fabricada. Ivanov reúne contos e lendas e cria sua própria visão dos antepassados em sua ​​vida diária naquele período. 
Sua obra especulativa consiste na série de pinturas denominadas "Russos Védicos'', onde ele apresenta a verdadeira realidade do passado da Rússia. De acordo com Vsevolod Ivanov, naves alienígenas, mamutes domesticados, dragões, itens inspirados na arquitetura de Atlantis e personagens míticos eram parte da antiga civilização russa.

O Mistério do Lago Brosno

Há uma antiga lenda sobre um enorme monstro que vive no Lago Brosno, região de Tver. Os moradores conseguiram pegá-lo. Segundo eles, foi um enorme réptil semelhante a um plesiossauro, ou pliosaurs.


O Deus Branco e o Negro.

Como na filosofia chinesa, Dao, os antigos russos acreditavam na dualidade bem, diz Ivanov.

A aterragem de Perun, o Deus eslavo dos raios e trovões.

Knyaz Rus’
De acordo com as lendas, Knyaz Rus tinha um "navio celestial" à sua disposição, que foi usado para "navegarem" no céu. Aqui Ivanov vagamente discutiu a possibilidade de conexão dos aliens antigos e antepassados ​​russos.
Ursos domesticados eram coisa comum naquela época, de acordo com Ivanov.












Fonte: Weird Russia
Tradução: E. Laetittia Braz.

segunda-feira, 28 de julho de 2014

O Oráculo de Kuan Yin


O Oráculo de Kuan Yin 
Texto: Judika Illes
Tradução: Laetittia Braz.

A raiz de 'adivinhação' está no divino. Era uma vez, no mundo antigo, não era raro encontrar serviços divinatórios oferecidos em templos e santuários. Em outras palavras, para colocá-lo claramente, você poderia esperar encontrar algum tipo de vidente dentro dessas premissas sagradas. Muitos viajaram para santuários para homenagear o ser sagrado residente, mas também para receber conselhos e têm suas fortunas ditadas. Oráculos fornecem a voz do divino. 

O exemplo mais famoso é, sem dúvida, o Oráculo de Delfos. Embora o Templo de Delfos foi recinto dedicado em vários momentos à Gaia, Apolo e Dionísio, independentemente de qual divindade estava atualmente em residência, o santuário foi consistentemente servido por sacerdotisas oraculares, as pitonisas. Oráculos também foram oferecidos em templos dedicados a Hermes, Ceres, Daphne, e Amom, entre muitos, muitos outros. Tais oráculos sagrados não são relegados ao passado, nem eles estão perdidos e esquecidos. Esta tradição continua a ser vital e acessível em templos e santuários de santos em toda a Ásia Oriental, principalmente aqueles que se dedicam a Kwan Yin. 

Kwan Yin (seu nome é escrito de várias maneiras, incluindo Kuan Yin, Quan Yin, Quan Am, e Kannon) está entre os mais amado de todos os seres sagrados. Dependendo da perspectiva, ela pode ser considerada uma Deusa, um Bodhisattva, um santo, ou qualquer combinação dessas categorias. Alguns percebem Kwan Yin a ser uma emanação ou de alguma forma outra forma ligado a Maria, Isis, ou o Shekhina. Adorado por budistas, taoistas, deusa-devotos, e Neo-Pagãos, só para citar alguns, santuários e templos dedicados a Kwan Yin são encontrados em toda a Ásia Oriental e onde quer que os chineses tenham viajado ou se estabelecido.

Kwan Yin oferece proteção contra todo o mal, seja físico ou espiritual. Ela resgata pessoas do perigo em todos os planos da existência, reinos terrestres e reinos inferiores da mesma forma, assim como para qualquer dimensão xamânica ou espiritual, onde você pode encontrar-se. Se você pode chegar lá, ela assim também pode. Kwan Yin cura doenças, concede a fertilidade, e dissipa demônios. Kwan Yin tem o poder de mudar o curso do destino. Ela também dá bons conselhos e é acreditado para falar através do oráculo nomeado em sua honra. 

O Oráculo de Kwan Yin, também conhecido como Livro de Adivinhação de Kwan Yin, é um centenário sistema oracular chinês, com base em uma centena de poemas curtos atribuídos à deusa. Em outras palavras, a lenda diz que Kwan Yin compôs estes poemas, embora os historiadores discordam. Cada poema é numerada. O Oráculo de Kwan Yin tem algumas semelhanças com um sistema divinatório chinês mais famoso, o I-Ching ou Livro das Mutações. Ao contrário de hexagramas do I-Ching, no entanto, o Oráculo de Kwan Yin - essencialmente a voz da deusa é entregue através desses cem quadros (quatro poemas de linha, com sete caracteres por linha em que no chines original). Kwan Yin tem poderosas associações com a lua e cada poema também está associada a uma fase lunar, embora estes são frequentemente omitida nas traduções publicadas. Um oráculo muito tradicional, livro de adivinhação de Kwan Yin é misterioso e, às vezes oblíqua. As respostas podem ou não ser muito explícito - a meditação pode ser necessária a fim de apreender pleno significado do oráculo. 

Os poemas foram reunidos em livros que são freqüentemente encontrados dentro de templos Kwan Yin. Versões de língua inglesa e outros idiomas estão disponíveis. Traduções e interpretações variam muito, por isso vale a pena olhar livros diferentes para determinar qual você acha mais ressonante. O Oráculo de Kwan Yin é agora também encontrados on-line e como um aplicativo para o seu telefone. 

Como você sabe que poema ilumina o seu destino? O método tradicional de descobrir o poema é aplicável através das Varas do Destino (Chien Tung): longa e fina, uma ripa de madeira tradicionalmente, mas não exclusivamente, o bambu que são timbrados com vermelho em uma extremidade e numerada de outro. Eles se parecem um pouco com aqueles jogos de pega-vareta. Como jogos, essas varas longas são vendidos e armazenados em recipientes em forma de tubo. Eles são normalmente comercializado sob o nome de Varetas de Fortuna Chinesa ou algo similar. Aviso: as Varas do Destino nem sempre são vendidos em conjuntos de cem. Embalagens contendo cerca de sessenta ou setenta varas são mais comuns. Estes podem ser adequados para jogos ou outros sistemas de adivinhação, mas de cem paus são necessários para a plena utilização do Oráculo de Kwan Yin, um pedaço de madeira numerados por poema contados. Se você procurar varas especificamente para este oráculo, certifique-se a quantidade de varetas antes de comprar. Um funcional, conjunto de 100 Varas do Destino é facilmente construídos a partir de palitos de picolé, se necessário, mas você também vai precisar de um recipiente adequado. 

O recipiente de tubo, uma vez criada a partir de eixos de bambu ocas, é parte do processo de adivinhação: 
1. Segure o tubo em suas mãos 
2. Concentre-se atentamente sobre sua consulta ou sussurrar para o recipiente 
3. Se desejar, oferecemos uma oração a Kwan Yin ou pedir sua orientação e assistência
4. Agite o recipiente com cuidado, até que pelo menos uma vara cai. 
5. O número nesta vara indica o poema que serve como seu oráculo. 

O Oráculo de Kwan Yin é frequentemente oferecidos dentro ou fora santuários budistas ou taoistas. Adivinhos pode estar na mão para oferecer interpretações. No entanto, ao longo dos séculos, o Oráculo de Kwan Yin também foi adaptado para o uso individual ou em casa. Existem diferentes métodos para acessar o oráculo. Alguns são complexos e exigem ferramentas rituais especiais, como lua bloqueada para confirmar o significado do oráculo. Em alternativa, o sistema pode ser simplificada, eliminando as varas e simplesmente pensando em um número 1-100, embora este não é recomendado se você acessar o Oraculo em uma base regular. Há uma tendência para escolher sempre o seu número favorito, especialmente se você sabe por experiência anterior que ele está ligado a um poema auspicioso e, portanto, uma fortuna de sorte. Se as varas estão disponíveis ou provar frustrantes, o número de cem pequenos quadrados de papel que pode ser, em seguida, retirados de uma caixa ou chapéu.

Fonte: site da escritora Judika Illes. A tradução foi feita pela Fundadora do Projeto - E. Laetittia Braz.

domingo, 27 de julho de 2014

O Poder Curativo dos Cristais


Os cristais contêm imenso poder. Emitem profundas vibrações e são usados por muitos curandeiros de prana como instrumentos para intensificar e direcionar a energia curativa. Os cristais conseguem passar de uma dimensão da existência para outra. Transmitem energia quando estão na mão direita e recebem energia quando estão na mão esquerda. Ao serem usados em rituais de cura, os cristais devem ser apontados para dentro, em direção ao corpo, para energizar, e para fora do corpo para retirar a dor. Os cristais podem ser usados como varinhas de condão, como amuletos protetores contra ataques mediúnicos, ou pendurados em correntes de prata, e também usados como pêndulos para achar água subterrânea. O uso de cristais como pedra curativa, varinha de poder, objeto de meditação e joia mágica remonta a tempos primitivos. Os antigos egípcios usaram um cristal de quartzo gigante para rematar a Grande Pirâmide com energia, enquanto os sacerdotes de Atlântida usavam cristais para captar as energias prânicas e solares do sol. Chamavam seus cristais de "pedras ígneas", e em seus templos secretos usavam os raios poderosos das pedras para purificar o espírito e afastar as doenças do corpo físico. As vibrações energéticas estabilizadoras dos cristais estimulam a cura, auxiliam o desenvolvimento psíquico, equilibram a aura e induzem a sonhos e visões. Ao escolher um cristal, permita que o poder de sua intuição o guie para selecionar o que for certo para você. Abra a mente para as diferentes energias vibratórias dos cristais e então pegue aquele que mais o atrai. Depois de obter seu cristal, é preciso "limpá-lo", usando qualquer um dos seguintes métodos recomendados de limpeza de cristais:

1. Coloque o cristal sob a luz direta do sol (não através do vidro de uma janela) por várias horas para que ele absorva energia solar e prânica e para transformar qualquer energia negativa dentro do cristal em energias positivas de luz e amor. 
2. Durante uma lua minguante, coloque o cristal, com sua ponta voltada para baixo, dentro de um recipiente de vidro, porcelana ou cerâmica, cheio de sal marinho e água. Deixe o cristal limpando por três dias e três noites. 
3. Segure o cristal com a ponta virada para baixo, embaixo de água corrente fria, ao mesmo tempo em que visualiza um córrego cintilante de energia positiva fluindo para o cristal, transformando todas as energias negativas. (Não use água quente para limpar seus cristais, pois eles são muito vulneráveis às temperaturas, e o calor pode estilhaçá-los!) 
4. Passe o cristal pela fumaça de qualquer dos seguintes incensos para purificá-lo, liberando-o para a cura: Frankincense, Mirra, Noz-Moscada, Patchuli, Rosas, Açafrão, Sândalo. 

Ritual de Consagração do Cristal
Depois de ter passado pela limpeza adequada de todas as negatividades, o cristal precisa ser consagrado, e para isso a Deusa deve ser invocada. Acenda duas velas brancas de altar e incenso. Segure o cristal com a mão direita, fixe o olhar na luz das velas e diga: OH, GRANDE DEUSA DA ESCURIDÃO E DA LUZ, INVOCO-TE E PEÇO TUA DIVINA PRESENÇA E AJUDA! 
Jogue um pouco de vinho sobre o cristal e diga: DEDICO ESTE CRISTAL À DEUSA MISERICORDIOSA COMO INSTRUMENTO DE CURA (ou meditação, prospecção, etc). Passe o cristal pela fumaça do incenso e diga: DEDICO ESTE CRISTAL AO ELEMENTO AR COMO INSTRUMENTO DE CURA. 
Faça movimentos circulares com o cristal em torno da chama e diga: DEDICO ESTE CRISTAL AO ELEMENTO FOGO COMO INSTRUMENTO DE CURA. Jogue um pouco de água no cristal e diga: DEDICO ESTE CRISTAL AO ELEMENTO ÁGUA COMO INSTRUMENTO DE CURA.

Espalhe um pouco de areia ou poeira sobre o cristal e diga: DEDICO ESTE CRISTAL AO ELEMENTO TERRA COMO INSTRUMENTO DE CURA. Coloque o cristal no altar entre as duas velas. Ajoelhe-se diante dele com os braços elevados para os céus e diga: QUE ESTA PEDRA DE CRISTAL PODEROSA TRABALHE PARA O MEU BEM E O BEM DE TODOS. QUE ASSIM SEJA!
Após o ritual de consagração, segure o cristal entre as mãos e deixe que ele se harmonize com sua aura e consciência espiritual. Respire suavemente sobre o cristal, ao mesmo tempo que lhe dirige seus pensamentos e intenções. O cristal irá responder à energia de seu desejo. Pedras Preciosas para Magia e Cura (NOTA IMPORTANTE: É melhor usar a terapia das pedras para tratar males menores como resfriados, gripes, dores de cabeça, dores musculares, etc. No caso de problemas físicos ou emocionais graves ou crônicos, recomenda-se que o poder curativo das pedras e cristais seja usado em acréscimo ao tratamento médico profissional e/ou medicação prescrita pelo médico para acelerar a recuperação.) 

ÁGATA é uma pedra cristalina semipreciosa que atrai sorte, auxilia na meditação e protege contra o perigo. Como pedra mágica, a ágata tem sido usada em forma de joia talismânica, fetiche e entalhes sagrados. As Bruxas também a usam em rituais de evocação dos poderes da Deusa. Como pedra de cura, a ágata é usada por curandeiros como purificadora do sangue e tem a reputação de ser eficaz no tratamento de males como epilepsia, febre, cólicas menstruais, doenças estomacais e dores da dentição dos bebês. 

ÁGUA-MARINHA simboliza esperança e confiança. O nome significa "água do mar"; usada como amuleto, oferece proteção para marinheiros e outros viajantes marítimos. A água-marinha aprofunda a meditação e a consciência espiritual e, como pedra de cura, tem a reputação de ser eficaz no tratamento de males como ansiedade, tosse, dores de ouvido, dores de cabeça, insônia, laringite, distúrbios hepáticos, glândulas inchadas, dores de dente, problemas de estômago e doenças vasculares. (Para melhores resultados, recomenda-se que a água-marinha seja envolvida em fio de cobre e colocada sob a luz direta do sol por várias horas para absorver a energia prânica solar antes de ser usada como pedra terapêutica.) 

ÂMBAR é uma boa pedra da sorte que fortalece a aura, harmoniza e equilibra as energias yin e yang. O âmbar atrai compaixão e pode ser usado como pedra mágica para proteger contra ferimentos acidentais e influências maléficas. Nos tempos antigos, o âmbar em pó era muitas vezes misturado ao mel e óleo de rosas e ingerido como remédio para disenteria, dor de ouvido e indigestão, mas, na atualidade, é quase sempre usado externamente. Como pedra de cura, o âmbar deve ser freqüentemente lavado com água pura de chuva ou água de fonte de montanha para livrá-la da energia negativa absorvida. Muitos curandeiros o têm usado como purificador do sangue, e ele tem reputação de ser eficaz no tratamento da acne, asma, bronquite, depressão, eczema, bócio, perda de cabelo, febre do feno, problemas pulmonares, malária, psoríase, irritação de garganta, úlceras e infecções do trato urinário. 

AMETISTA é uma pedra de poder, paz, proteção e espiritualidade. Equilibra a aura, alivia a tensão e traz contentamento e sinceridade para a vida daqueles que a usam. A ametista auxilia o desenvolvimento espiritual e psíquico e pode ser usada como uma poderosa pedra de meditação. Como pedra de cura, a ametista tem reputação de ser eficaz no tratamento de males como alergias, coágulos sanguíneos, tumores cerebrais, diabetes, hidropisia, distúrbios alimentares, glaucoma, alucinações, dores de cabeça, insônia, doença de Parkinson, sinusite, estresse, problemas urinários e doenças venéreas. 

AZEVICHE, também conhecido como "Pedra do Exorcismo" e "Pedra do Luto", é mais popular por seu uso tradicional em jóias de mulheres de luto. Ao ser transformado em pó e queimado, emite vapores poderosos que são usados para exorcizar espíritos demoníacos e aparições desagradáveis. Na Islândia, o azeviche é carregado como um amuleto de proteção contra os demônios. Na África, ele é colocado sob a entrada da casa de um inimigo para amaldiçoá-lo. O azeviche também era usado na Europa medieval para testar a virgindade. Como pedra de cura, tem reputação de ser eficaz no tratamento de males como hidropisia, epilepsia, febre, alucinações, dores de cabeça, histeria, inchaços linfáticos, doenças estomacais e dor de dente. 

BERÍLIO é conhecido como "Pedra Mágica" e "Pedra do Vidente". O berílio amarelo ou dourado aumenta as capacidades psíquicas quando é colocado na testa, na área conhecida como o terceiro olho, ou quando fica na mão esquerda durante rituais de meditação. Há muito tempo que o berílio vem sendo usado por videntes como pedra de exercício de concentração e como pedra para achar água e localizar coisas escondidas ou perdidas. Tem o poder de banir o medo e afiar a mente. Quando usado como amuleto mágico, atrai os afetos do sexo oposto. Como pedra de cura, o berílio tem a reputação de ser eficaz no tratamento da constipação, depressão, diarreia, exaustão, náusea, obesidade e úlceras. 

CALCEDÔNIA é uma lendária pedra de sorte. Na Antiguidade, o povo do Egito usava amuletos feitos de calcedônia para se proteger da ira do poderoso Deus Sol e neutralizar o poder do Mau-Olhado. A calcedônia, como pedra de fertilidade, purifica o sangue e os hormônios, estimula as sensações de excitação sexual e auxilia a função sexual, o orgasmo e a concepção. Como pedra de cura, a calcedônia tem a reputação de ser eficaz no tratamento de males como artrite, asma, resfriados, constipação, depressão, epilepsia, exaustão, infecções, doenças pulmonares, cólicas menstruais, distúrbios mentais, circulação sanguínea deficiente e sinusite. A calcedônia pode também ser usada numa bolsinha mojo entre os seios para aumentar o leite materno das nutrizes. 

CORAL, uma das mais mágicas pedras preciosas, na verdade não é uma pedra, mas uma estrutura dura, rochosa, criada pelos depósitos de cálcio feitos por minúsculos pólipos marinhos. Dizem que o coral pode ser usado para detectar veneno em alimentos e bebidas, curar hemorragias e proteger o usuário contra raios e outras desgraças. Era comum as crianças da antiga Roma usarem um pedaço de coral num colar para se proteger contra feiticeiros e demônios. Em outras partes do mundo, era usado como amuleto para aumentar a sabedoria e afastar os fantasmas. Entretanto, é provável que o coral seja mais conhecido por seu uso, na Itália, como um poderoso anti feitiço contra o temível mal d'occhio (mau-olhado). O coral é uma pedra sagrada para os povos tribais da Polinésia e ilhas havaianas; no simbolismo dos índios Pueblos, é uma das quatro pedras dementais. No século XVII, o coral era transformado em pó, misturado ao vinho ou água e ingerido, para purificar o sangue, aumentar a beleza e curar fluxos da barriga, disfunções do útero, ataques nervosos, convulsões, definhamento e raquitismo. O coral em pó também era usado nos antigos feitiços contra tempestades e os perigos da alimentação. Como pedra de cura, o coral estimula a energia sexual, auxilia a fertilidade e remove impurezas do sangue e da aura. Tem também a reputação de ser eficaz no tratamento de males como alergias, artrite, asma, infecções da bexiga, deficiência de cálcio, congestão, tosse, depressão, indigestão, problemas pulmonares e fraqueza muscular. 

DIAMANTE é o símbolo da fidelidade, inocência, paz e serenidade. Ao ser usado como amuleto mágico, ele evita os pesadelos e traz confiança, sabedoria divina e consciência. Dizem que, quando está na mão esquerda, o diamante evita animais selvagens e venenosos, inimigos e até loucura. Os diamantes são as mais poderosas de todas as pedras preciosas para equilibrar tanto as energias positivas quanto as negativas e têm a reputação de eficácia no tratamento de problemas de acne, gota, condições cardíacas e insônia. (É importante que os diamantes sejam limpos da negatividade antes de serem usados como pedra de cura. Isso pode ser feito, simplesmente introduzindo o diamante na terra ou num recipiente com sal marinho seco por vinte e quatro horas.) 

ESMERALDA, o símbolo do amor e da paz, é uma pedra preciosa mística dedicada à deusa sul-americana do amor, Esmeralda. Na Idade Média, acreditava-se que as esmeraldas eram encontradas nos ninhos de criaturas mitológicas meio águia, meio leão, denominadas grifos. Quando usada ou carregada como amuleto, uma esmeralda fortalece o amor, a inteligência, a eloquência e a popularidade. Acreditava-se que amuletos de esmeralda usados por mulheres grávidas lhes ofereciam proteção contra aborto espontâneo. Outra crença antiga era a de que uma esmeralda colocada embaixo da língua podia dar a um mortal o poder de profetizar. A esmeralda aumenta a sensibilidade mediúnica e, como pedra de cura, tem a reputação de ser eficaz no tratamento de depressão, epilepsia, febre e distúrbios pancreáticos. 

FLUORITA aumenta a consciência psíquica e a compreensão cósmica quando é colocada no terceiro olho da testa durante rituais de meditação. Como pedra de cura, a fluorita tem a reputação de ser eficaz no tratamento de males como insônia, distúrbios mentais, problemas nervosos, doença de Parkinson, estresse e tumores cerebrais. 

GRANADA, também conhecida como "Pedra da Paixão", equilibra as energias yin e yang. Ela aumenta a sensibilidade psíquica e a energia sexual. A granada é uma pedra ideal para se usar durante rituais de meditação e pode ser usada como amuleto para atrair amor sexual e almas gêmeas. Quando colocada embaixo do travesseiro ou usada ao dormir, afasta sonhos maléficos. Como pedra de cura, a granada tem reputação de ser eficaz no tratamento de males como anemia, depressão, ulcerações provocadas pelo frio, impotência, cólicas menstruais, nevralgia e paralisia. 

HELIOTRÓPIO, uma variedade de calcedônia, também se chama jaspe sanguíneo. Na Idade Média, mágicos e feiticeiros acreditavam na possibilidade de se atingir o estado de invisibilidade através da combinação da pedra heliotrópio (do grego heliotropion - o que gira em torno do sol) com a flor mística girassol. O heliotrópio emite vibrações curativas e traz harmonia para a vida dos que usam a pedra ou a carregam numa bolsinha mojo. O heliotrópio é bem frio ao toque e costuma ser usado para diminuir o fluxo sanguíneo de um ferimento. Como pedra de cura, tem reputação de ser eficaz no tratamento da anemia, febres, hemorroidas, inflamações, picadas de inseto e problemas menstruais. Sabe-se que o heliotrópio também é um estimulante mental e purificador do sangue.

HEMATITA foi usada pelos antigos guerreiros romanos e gregos como um amuleto de proteção contra ferimentos e para aumentar a coragem. Tem reputação de eficácia no tratamento de problemas renais e de bexiga, olhos injetados, pressão alta, insônia e machucados. 

JACINTO auxilia as projeções astrais e aumenta os poderes psíquicos. Geralmente é usado ou carregado como amuleto para a obtenção de honra, prudência e sabedoria, assim também como proteção contra envenenamento e ferimentos. Como pedra de cura, o jacinto tem reputação de ser eficaz no tratamento de insônia, doenças pulmonares, pólio e tuberculose. 

JADE simboliza paz, tranqüilidade e sabedoria. É também o símbolo da imortalidade e uma pedra sagrada da antiga deusa chinesa da misericórdia. Dizem que se pode alcançar a imortalidade transformando em pó e ingerindo o jade verde. Quando usado como amuleto mágico, ele traz vida longa e evita os pesadelos. Há muito tempo o jade é usado em cerimônias e rituais mágicos de diversas culturas, até mesmo dos antigos maias, que usavam facas sagradas com lâminas de jade em seus infames sacrifícios humanos. O jade preto é usado na magia chinesa, especialmente em práticas de necromancia. Como pedra de cura, o jade tem reputação de ser eficaz no tratamento de males como ansiedade, distúrbios da bexiga e dos rins, dor emocional, medo, indigestão, estresse e problemas urinários. 

JASPE é uma pedra energizante que fortalece o intelecto quando usado como amuleto com certas inscrições cabalísticas. Como pedra curativa, o jaspe tem reputação de ser eficaz para purificar o sangue e tratar infecções da bexiga, epilepsia, cólicas menstruais e náusea. 

LÁPIS-LAZÚLI, uma poderosa pedra para atrair o amor, é dedicada às deusas Afrodite, Vênus e Isis. Auxilia a meditação e o desenvolvimento psíquico. As bruxas usam-na freqüentemente em feitiços amorosos. Como pedra curativa, o lápis lazúli tem reputação de ser eficaz no tratamento de males como sangramentos, queimaduras, doenças nervosas degenerativas, depressão, epilepsia, males oculares, febre, dores de cabeça, doenças cardíacas, pressão alta, infecções, inflamações, insônia, menopausa, cólicas menstruais, distúrbios mentais, enxaquecas, esclerose múltipla, dores de garganta, estresse, recuperação de cirurgias e inchaços. 

MAGNETITA, magneto natural, há muito vem sendo usada por praticantes de magia para estabelecer campos magnéticos que bloqueiam vibrações negativas. Nos velhos tempos, amuletos de magnetita eram usados para proteção contra picadas de cobra. Dizem que uma magnetita colocada no ouvido direito permitirá a um mortal escutar as vozes dos deuses. A magnetita tem reputação de ser eficaz no tratamento de dores de cabeça, defeitos auditivos, pequenos ferimentos e fraqueza visual. 

MALAQUITA, o símbolo da criatividade e da mudança, é a mais antiga de todas as pedras de cura. Possui uma vibração equilibrante que recupera nervos esgotados, aumenta a vitalidade, absorve a negatividade e purifica o sangue e a aura. Os antigos egípcios usavam o pó de malaquita como uma poderosa sombra de olhos para afastar o mau-olhado. Eles também acreditavam que a malaquita aumentava o poder psíquico e dava ao homem o poder de comunicar-se com os mortos. Como pedra de cura, tem reputação de ser eficaz no tratamento de infecções da bexiga, cólicas, doenças hepáticas, dislexia, menstruação irregular, espasmos musculares, distúrbios nervosos e paranoia. A malaquita deve ser freqüentemente limpa de todas as energias negativas que absorve ou então ficará insensível, perdendo seu poder de cura. A melhor maneira de limpar a malaquita da negatividade absorvida é colocando-a no meio de um grupo de cristais de quartzo transparentes, por três ou mais horas, e depois untá-la com óleo de frankincense ou mirra. 

ÔNIX é uma pedra mística que absorve e transforma energia sem armazená-la, como acontece com tantas outras pedras. Antigamente, era vista como uma pedra de azar e considerada como um símbolo de morte, sofrimento e medo. Um amuleto de ônix protege seu usuário do perigo e infortúnio. Estimula a mente, dá coragem e força, aumenta a sabedoria espiritual e dispersa a negatividade. O ônix é freqüentemente usado para a manufatura de jóias mágicas, estátuas sagradas, instrumentos de altar, pirâmides e fetiches. É governado pelo planeta Saturno e por isso possui uma poderosa vibração Capricórnio/Aquário. Como pedra de cura, o ônix tem reputação de ser eficaz no tratamento de fraqueza óssea, sofrimento emocional, doenças cardíacas, úlceras e problemas cutâneos, dentários, de cabelos e unhas.

OPALA era considerada uma pedra de pureza e sorte no Oriente e também na Roma e Grécia antigas, onde era altamente valorizada para profecias. Na Europa, entretanto, acredita-se que a opala traz azar, infelicidade e morte. Nos Estados Unidos também, opalas são consideradas pedras de azar, exceto quando usadas como amuletos de nascimento por pessoas nascidas sob o signo de Libra. No século XIII, acreditava-se que a opala era uma pedra mágica, com poder de tornar o homem invisível, quando envolta numa folha de louro e segura na mão. Na Itália, durante a grande peste da Idade Média, dizia-se que a opala usada por uma pessoa que tivesse contraído a terrível doença brilhava intensamente e então enfraquecia após a morte do usuário. No século XIX, um anel de opala azarado (ou talvez amaldiçoado) supostamente causou as mortes de Alfonso XII da Espanha, sua mulher, irmã e cunhada. Como poderoso amuleto libriano, a opala aumenta os poderes de clarividência, equilibra a psique, aguça a memória, atrai sorte e empresta ao seu usuário o poder de cura. 

PEDRA-DA-LUA, também conhecida como "Pedra da Esperança" e "Pedra do Sonho", simboliza castidade e pureza e é consagrada à Deusa Tríplice: Diana, Selene, Hecate. Como pedra de magia, a pedra-da-lua é usada em projeções astrais, invocações à Deusa, rituais à lua, rituais meditativos, feitiços de cura e magia de formulação de desejos. Aumenta o poder e a sensibilidade psíquica e equilibra a energia feminina. Como amuleto de atração da sorte, é mais poderosa quando usada por pessoas nascidas sob o signo governado pela Lua, Câncer. A pedra-da-lua é considerada como pedra sagrada da fertilidade, na Arábia, onde é pendurada nos galhos das árvores frutíferas em botão para garantir abundância. Dizem que uma pedra-da-lua dentro de uma banheira com água da chuva tornará fértil uma mulher incapaz de conceber filhos. Como pedra de cura, a pedra-da-lua tem reputação de eficácia no tratamento de cânceres, resfriados, gripes, esterilidade, insônia, menstruação irregular, menopausa e síndrome pré-menstrual. 

RUBI, a pedra da coragem e da lealdade, possui intensa energia e é estimulante da sexualidade, vitalidade física, concentração mental e energia emocional. Como amuleto poderoso, o rubi funciona melhor para aqueles que nasceram sob o signo de Leão. Traz paz de espírito e afasta todos os pensamentos maléficos e impuros. Na Idade Média, os rubis eram usados por padres que acreditavam ser a pedra uma grande protetora da castidade. Como pedra de cura, o rubi tem reputação de ser eficaz no tratamento da anemia, envenenamento sanguíneo, câncer, depressão, exaustão, cansaço, infertilidade, leucemia, mordida de cobra, esterilidade e problemas cardíacos, renais e hepáticos. 

SAFIRA simboliza harmonia e paz; é uma pedra excelente para usar em feitiços amorosos e rituais de meditação. Quando usada como amuleto, ela traz felicidade, contentamento, e protege seu usuário contra infortúnios, violência, ataques psíquicos e morte acidental. Como pedra de cura, a safira tem reputação de eficácia no tratamento da doença de Alzheimer, queimaduras, doenças nervosas degenerativas, febres, hemorroidas, infecções, inflamações, insônia, esclerose múltipla, sangramento nasal, dor de garganta e úlceras. 

TOPÁZIO é uma pedra energizante que estimula o intelecto e dispersa a negatividade. O topázio pode ser usado como varinha de prospecção para localizar tesouros enterrados ou água subterrânea. Quando usada como amuleto, protege seu usuário contra ferimentos ou ataques. Como pedra de cura, o topázio tem reputação de eficácia no tratamento de males como depressão, doenças dos ossos, insônia, disfunções sexuais, choque e estresse. 

TURMALINA é o símbolo da vitalidade. Como pedra mágica, pode ser carregada numa bolsinha mojo como amuleto para proteger das doenças; usada como vara de condão para curas psíquicas ou como joia mágica para atrair um amor. A Turmalina Negra desvia a negatividade, dispersa temores e reequilibra a aura. Ela conecta o físico com o espiritual e reduz raiva, ciúmes e sentimentos de insegurança. É também a pedra ideal para usar em rituais de meditação, além de ter reputação de eficácia no tratamento de males como ansiedade, constipação, depressão, diarreia, estresse e úlceras. A Turmalina Verde tem o poder de atrair dinheiro e sucesso. Como pedra de cura, tem reputação de eficácia no tratamento da constipação, cansaço, febre, gripe, pedras vesiculares, pressão alta, indigestão, infecções, inflamações, dores musculares, inchaços e dores de dente. A Turmalina Rosa, também conhecida como rubelita, acalma, reduz o medo, protege a aura da negatividade e induz um sono pacífico. A Turmalina Melancia cura as emoções, equilibra as energias sexuais e estabiliza as polaridades yin/yang. Como pedra de cura, tem reputação de eficácia no tratamento do câncer e das doenças nervosas degenerativas. A Turmalina Amarela estimula o cérebro, fortalece os poderes psíquicos e aumenta a sabedoria e a compreensão. 

TURQUESA é uma pedra mística sagrada para os nativos do sudeste dos Estados Unidos. É uma das quatro pedras elementais do simbolismo dos índios Pueblos, chamando-se "Pedra Celeste" pelos navajos. Na Rússia, a turquesa é a pedra tradicional dos casamentos. Na Arábia é usada como pedra de meditação e, no Oriente, como amuleto protetor para cavalos e cavaleiros. A turquesa deve ser usada nas quartas-feiras para atrair sorte e para se ficar protegido das influências maléficas. Uma turquesa entalhada traz sorte para o lar; dizem que possui o poder de hipnotizar animais selvagens. Costuma ser usada como contra-amuleto de mau-olhado, em feitiços de amor e desejos, e carregada ou usada como amuleto para servir de proteção das picadas venenosas, cegueira, assassinatos e mortes acidentais. A turquesa absorve sentimentos negativos e possui uma forte vibração curativa. Ela muda de cor para avisar seu usuário de problemas de saúde iminentes e tem reputação de eficácia no tratamento de males como asma, queimaduras, doenças pulmonares, febres, pressão alta, inflamações, enxaquecas, inchaços, tensão e traumas.

Fonte: A Magia das Velas de Gerina Dunwich. Páginas 39 ao 47.

sábado, 26 de julho de 2014

Velas de Ervas Curativas


Velas na Magia de Cura 
O poder curativo das ervas não deve se limitar às infusões e poções. Elas devem também ser usadas em todas as velas feitas em casa, especialmente para feitiços e rituais de cura. (Velas compradas ou feitas sem ervas podem ser carregadas com o poder Fitoterápico, sendo untadas com um óleo feito com a erva apropriada.) As velas de ervas para cura são feitas com partes iguais de parafina e cera de abelha, que são colocadas na parte de cima de uma panela própria para banho-maria (uma lata grande também pode ser usada dentro de uma panela parcialmente cheia de água fervente) e derretidas em fogo baixo. Acrescente uma pitada da(s) erva(s) curativa(s) adequada(s) (em pó) à cera derretida e diga: ERVAS MÁGICAS DE RAIZ E FLOR, DÊEM A ESTA VELA O PODER DA CURA. DEIXEM QUE TODA DOENÇA MALÉFICA FUJA QUANDO QUEIMADA ELA FOR. QUE ASSIM SEJA!

Corte o pavio encerado do tamanho do molde, deixando uns dois centímetros acima do topo do molde. Amarre uma porca ou parafuso em cada pavio, para que sirva de peso, e coloque-o no centro do molde. Lentamente derrame a cera derretida no molde e deixe esfriar e endurecer antes de remover a vela. (Caso se forme uma depressão em torno do pavio após o esfriamento, preencha a mesma com um pouco de cera derretida e deixe esfriar. Repita, à medida do necessário, até que o topo da vela fique nivelado.) (NOTA IMPORTANTE: Velas de ervas para cura sempre devem ser manufaturadas durante a fase crescente da lua, para carregá-las com o poder curativo, e queimadas durante a fase minguante, para diminuir febres, dores e males.) 

A seguir, uma lista de ervas de Bruxa e suas mágicas propriedades curativas: 
AÇAFRÃO: Depressão e febre. 
AGRIMÔNIA: Icterícia e doenças hepáticas. 
ALECRIM: Resfriados, cólicas, congestão hepática, depressão, cansaço, dores de cabeça, pressão alta, problemas nervosos cardíacos, paralisia, reumatismo, estresse, fraqueza dos membros e vertigem. 
ALHO: Artrite, asma dos brônquios, infecções e reumatismo. 
AMIEIRO: Diarreia, inflamações e dores de garganta. 
ANGÉLICA: Alcoolismo e abuso de drogas, atraso menstrual, dor de dente. 
ANIS: Asma dos brônquios, bronquite. 
ARTEMÍSIA: Febre, poison ivy1 1 Poison ivy é um tipo de planta trepadeira que pode provocar uma erupção cutânea que leva o mesmo nome. (N. T.) 
ASCLÉPIA ou algodãozinho do campo: Verrugas. 
BABOSA, folhas de: Queimaduras e ferimentos externos. 
BOLSA-DE-PASTOR: Contusões, irritações cutâneas e reumatismo. 
CAMOMILA: Cólica, febre, inflamações, cólicas menstruais e problemas de nervos. 
CANELA: Gripe. 
CARDO ABENÇOADO: Resfriados. 
COENTRO: Febre. 
COMFREI: Disenteria, ferimentos externos e úlceras estomacais.
CORNISO: Febres e infecções. 
CURCUMA (goldenseal): eczema, problemas oculares, infecções internas, poison ivy, úlceras do reto e tinha. 
DENTE-DE-LEÃO: Constipação, pedras vesiculares e problemas do fígado, pâncreas, baço ou órgãos femininos. 
ERVA-MACAÉ: Todos os problemas femininos. 
ESCABIOSA: Tosse e menstruação irregular. 
ESCADA-DE-JACÓ ou polemônio: Febre 
ESPINHEIRO-ALVAR: Arteriosclerose, edema, problemas cardíacos e fraqueza muscular. EUFRÁSIA: Problemas oculares. 
FUNCHO ou erva-doce: ansiedade, constipação e períodos menstruais irregulares. 
GATÁRIA ou erva-dos-gatos: Ansiedade, febre, cólicas menstruais. 
GENGIBRE: Febre, impotência e cólicas menstruais. 
GINSENG: Impotência e todos os males relacionados à sexualidade. 
HAMAMÉLIS: Ansiedade, eczema, inflamações, inchaços e tumores. 
HIPERICÃO ou erva-de-são-joão: Diarreia. 
HORTELÃ-FRANCESA: Infecções. 
HORTELÃ-PIMENTA: Dores de cabeça e câimbras musculares. 
ÍNULA: Febre. 
IRISH MOSS (espécie de alga marinha): Queimaduras e tosse. 
JASMIM: Impotência. 
LAVANDA: Depressão, cansaço, dor de cabeça, impotência, dores nevrálgicas, reumatismo e torções. 
LÍNGUA-DE-SERPENTE: Úlceras estomacais e tumores. 
LOSNA (ou absinto): Resfriados e febre.
MALVA: Amigdalite. 
MANDRÁGORA, raiz de: Impotência e esterilidade. 
MARACUJÁ, flor de: Insônia. 
MARGARIDA: Asma dos brônquios. 
MARROIO-BRANCO: Resfriados, tosse e constipação. 
MILEFÓLIO ou mil-em-rama: Dores do cancro, resfriados, febre, doenças hepáticas e dores musculares. 
MIRRA: Irritações e dores da gengiva. 
MORANGO, folhas e flores de: Gota. 
PANACEIAS (prunela, erva-férrea, sanícula): Ferimentos externos. 
PÉ-DE-GALINHA: Inflamações. 
PÉ-DE-LEÃO: Febres, dores de cabeça, inflamações, insônia, menopausa, cólicas menstruais e dores de dente. 
POEJO: Febre e cólicas menstruais. 
RAIZ-FORTE: Bronquite, resfriados, problemas renais e reumatismo. 
ROSA: Pedras renais. 
SABUGUEIRO, flores de: Resfriados, constipação, febre, hemorroidas e impotência. 
SALGUEIRO, casca de: Dores de cabeça. 
SÁLVIA: Resfriados e tosse, depressão, febre, gripe, insônia, pleurisia, torções e varizes. SANGUINÁRIA-DO-CANADÁ: Tinha. 
SELO-DE-SALOMÃO: Contusões, irritações cutâneas e machucados. 
SERPENTÁRIA: Impotência e picada de cobra. 
TASNEIRAS: Menopausa e problemas menstruais. 
TOMILHO: Febre, dores de cabeça e coqueluche. 
TREVO CARMESIM: Cânceres.
TROMBETA ou estramônio: Poison ivy. 
TUSSILAGEM ou unha-de-cavalo: Asma dos brônquios, bronquite, dores no peito e tosse. URTIGA: Asma dos brônquios, dores musculares, úlceras estomacais e doenças dos pulmões e intestinos. 
VALERIANA: Ansiedade, insônia, reumatismo, estresse e inchaço das juntas. 
VARA-DE-OURO: Infecções da bexiga, inflamações e insônia. 
VERBASCO, folhas de: Asma dos brônquios. 
VERBENA: Febre. 
VIOLETA: Infecções. 
ZIMBRO: Dores nevrálgicas, reumatismo e inchaços. 

Ritual Lunar de Cura 
Cada um dos doze signos zodiacais governa diferentes áreas da anatomia. As partes do corpo governadas por um signo específico podem tanto ser as áreas físicas mais fortes (mais saudáveis) ou as mais fracas da pessoa nascida sob aquele signo astrológico. Podem também ser uma combinação de ambos. O signo de Capricórnio, por exemplo, governa os joelhos, ossos, dentes e pele; portanto, um capricorniano pode descobrir que nasceu com ossos e dentes fortes, saudáveis, mas é suscetível de ter problemas de pele. Por outro lado, pode ter uma perfeita "pele de pêssego" e sofrer com problemas ortopédicos e dentários ou talvez reumatismo. Ao curar uma área física específica, é fundamental que o ritual de cura com vela aconteça durante a época lunar apropriada, quando a lua está no signo astrológico que influencia aquela área particular do corpo físico. Sempre se deve usar uma vela branca em rituais de cura, pois é a cor que simboliza a energia curativa, a purificação e o poder da Deusa sagrada. O ritual pode acontecer a qualquer hora do dia ou da noite (a hora não é importante), contanto que a lua esteja no signo correto. (A lua muda de um signo para o outro em aproximadamente dois dias e meio. O melhor é consultar e atualizar o calendário astrológico ou lunar para saber os dias e horas exatos em que cada signo lunar começa e termina.) 
LUA EM ÁRIES: influencia a cabeça e o cérebro. 
LUA EM TOURO: influencia a garganta e o pescoço. 
LUA EM GÊMEOS: influencia os ombros, os braços e os pulmões.
LUA EM CÂNCER: influencia o peito e o estômago. 
LUA EM LEÃO: influencia a parte superior das costas, a coluna vertebral e o coração. 
LUA EM VIRGEM: influencia os intestinos e o sistema nervoso. 
LUA EM LIBRA: influencia a parte inferior das costas e os rins. 
LUA EM ESCORPIÃO: influencia os órgãos reprodutivos. 
LUA EM SAGITÁRIO: influencia o fígado, coxas e quadris. 
LUA EM CAPRICÓRNIO: influencia os joelhos, ossos, dentes e pele. 
LUA EM AQUÁRIO: influencia as panturrilhas, os tornozelos e o sangue. 
LUA EM PEIXES: influencia os pés e as glândulas linfáticas. 

Desenhe um círculo de cura no chão, de uns dois metros e meio de diâmetro, usando giz ou tinta branca. (Se o ritual acontecer ao ar livre, pode-se fazer o círculo com pedrinhas brancas.) Jogue um pouco de sal no centro do círculo e depois nos limites a leste, sul, oeste e norte. Ao fazer isso, diga: COM ESTE SAL SAGRADO CONSAGRO ESTE CÍRCULO. QUE TODOS OS MAUS ESPÍRITOS SEJAM BANIDOS DESTE LUGAR! QUE TODAS AS VIBRAÇÕES NEGATIVAS SEJAM BANIDAS DESTE LUGAR! QUE TODAS AS IMPUREZAS E IMPEDIMENTOS SEJAM BANIDOS DESTE LUGAR! E QUE TUDO QUE SEJA POSITIVO E BOM AQUI ENTRE. ABENÇOADO SEJA O CÍRCULO DE CURA EM NOME DA DEUSA. QUE ASSIM SEJA. 

Erga um pequeno altar no centro do círculo, voltado para o norte. Em cima dele arranje os seguintes instrumentos necessários para esse ritual de cura: vela branca e atame, no centro; turíbulo de incenso, a leste, como símbolo do elemento Ar; a espada cerimonial, ao sul, como símbolo do elemento Fogo; um cálice de vinho branco (ou água), a oeste, como símbolo do elemento Água; e um pentagrama (um disco de cera ou metal com a estrela de cinco pontas, das Bruxas, ali inscrita), ao norte, como símbolo do elemento Terra. Em frente à vela, coloque a foto da pessoa que necessita de cura. Com a espada cerimonial na mão direita, trace o círculo, começando pelo leste e movendo em direção horária. Ao traçar o círculo, diga:
EU TE CONJURO SAGRADO CÍRCULO BRANCO QUE SEJAS UM DIVINO CÍRCULO DE PODER CURATIVO. UMA VEZ MAIS EU TE ABENÇOO E TE CONSAGRO EM NOME DA DEUSA. QUE ASSIM SEJA! Retorne a espada ao altar. Acenda a vela e o incenso. Segure o atame com a mão direita e, suavemente, passe a lâmina pela fumaça do incenso, três vezes, e diga: YOD HE VAU HE EU TE INVOCO REI ELEMENTAL DO LESTE. Bata com a lâmina da espada cerimonial, três vezes, com a ponta do atame e diga: ADONAI EU TE INVOCO REI ELEMENTAL DO SUL. Mergulhe a lâmina do atame no cálice de vinho e diga: EHEIEH EU TE INVOCO REI ELEMENTAL DO OESTE. Trace o pentagrama com a ponta do atame e diga: AGLA EU TE INVOCO REI ELEMENTAL DO NORTE. Agora segure o atame com as duas mãos e aponte-o para o céu, com os dois braços esticados, e diga: DEUSA DA VIDA DEUSA DO AMOR ENVIA DE CIMA TEU PODER DE CURA PARA ESTE CÍRCULO A TI CONSAGRADO PARA QUE (o nome da pessoa) POSSA SER CURADO. QUE ASSIM SEJA! Feche os olhos e visualize um raio de luz branca descendo do céu para a ponta do atame e então para seus braços e corpo, preenchendo-a com uma sensação confortável, intensa, fulgurante. Continue a visualização e, quando começar a sentir o divino poder curativo da Deusa acumulando dentro de si, comece a visualizar a pessoa que precisa ser curada. Concentre-se bastante e veja a pessoa em seu olho mental completamente curada, em perfeita saúde. Aponte o atame para a fotografia (ou para a pessoa, caso ela esteja presente no ritual). Dirija e então libere a energia curativa acumulada para a pessoa enferma. Continue até que toda energia tenha sido usada. Relaxe por alguns minutos (esse ritual pode ser fisicamente exaustivo) e depois agradeça à Deusa por sua presença e ajuda. Com a espada cerimonial na mão esquerda, trace o círculo numa direção anti-horária, começando pelo leste, para desfazer o círculo.
Deixe que a vela queime até o fim.

Fonte: A Magia das Velas de Gerina Dunwich. Páginas: 30 ao 36.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...